Querido amigo, eu não vou me machucar (mais) para te manter na minha vida.

handa

Antes de qualquer coisa queria dizer que esse texto não é uma fórmula certa, e que não sou a dona da verdade. Tudo dito aqui são sentimentos embolados na minha cabeça e que eu senti vontade de colocar pra fora. Se você se identifica, seja bem vindo 🙂

Eu juro que não vou associar esse texto a signo, nem à minha personalidade forte, muito menos ao meu ascendente, lua, ou qualquer outro elemento que tire a minha responsabilidade. A verdade é que não há justificativas para como nos sentimos.

E é assim que me sinto.

Vamos lá. Antes de tudo queria dizer que eu sou o tipo de pessoa que dá muitas chances antes de tomar uma atitude. Um amigo fala algo que não gostei, eu sorrio e tento entender… Às vezes o dia não foi tão legal, às vezes ele não está tão legal… Passou. Deixa pra lá. Um amigo faz algo que me machuca, dói, mas tento me curar sozinha. Chego a pensar “Será que to exagerando?”, até porque as pessoas não são perfeitas, eu não sou perfeita, e jamais cobraria perfeição de alguém. Um amigo pisa na bola, eu tento equilibrar com tantas outras vezes em que pisei na bola com ele também. Quem nunca, né. Um amigo fala algo pra me deixar pra baixo, ah, mas todo mundo faz isso… Epa. PERAE. Eu não faço isso! Um amigo me abandona em um momento que eu preciso, epa… EU NÃO FAÇO ISSO TAMBÉM. Um amigo não fica feliz com uma conquista minha… Que isso, é amigo? É o meu amigo? Aquele amigo? E aí começam uma série de  questionamentos na minha cabecinha que nunca para de se questionar.

Poxa, eu não coloco nenhum amigo meu pra baixo. Muitas vezes já pensei “será que devo fazer essa crítica?”, e a resposta é sempre a mesma: se não vai acrescentar em nada, NÃO. E na maioria das vezes as críticas não acrescentam em nada mesmo. “Amigos” que criticam sua aparência em forma de brincadeira, me desculpem, não são amigos. Eu não sei o que eles são, de verdade, mas amigos não são. Dá vontade de dizer: “amigo, todo mundo tem defeitos, você os tem aos montes, e eu não estou aqui para lista-los.” Porque eu acredito muito no poder de atração, sabe? Vamos falar de coisas boas, ressaltar o POSITIVO, o que acrescenta, o que brilha, o que pode melhorar. Vamos melhorar a autoestima daquela pessoa que você diz ser seu AMIGO, vamos colocá-lo lá em cima, dizer que ele pode conquistar o mundo se quiser. Amigos são pra isso. Pelo menos eu vejo dessa forma. Até porque dos meus defeitos eu sei muito bem, não preciso de ninguém me dizendo que estou gorda demais, ou que vou à festas demais, ou que estou perdida na vida demais. Quem está perdido sabe muito bem disso, e sinceramente, escutar isso de alguém próximo dói mais do que estar “perdido” em si. Quem está “gordo demais” sabe muito bem da sua condição física, afinal tem espelho em casa. Um comentário seu só o depreciaria mais, visto que cada dia que passa enfrentamos problemas para nos amarmos como somos, e isso só prejudicaria. Questão de bom senso.

“Amigos” que zombam de algo que você conquistou, ou de algo seu, não são amigos. Um amigo fica feliz por te ver feliz, ele tá ali do seu lado, segurando sua mão, com lágrimas nos olhos, parecendo uma irmã apreensiva no primeiro dia de aula do seu irmão mais novo.

“Amigos” que te abandonam em momentos que você realmente precisa de uma “mãozinha”, não são seus amigos. São pessoas que gostam de você, talvez. Mas não se importam o suficiente com o seu bem estar para se mexer da cadeira e provavelmente terão boas desculpas para quando você for cobrar esse tipo de atitude. Eu falo por mim, se tenho um amigo aflito com alguma situação, eu não consigo nem dormir. Fico acordada esperando notícias. Procuro uma imagem fofinha de gatinhos no Facebook pra alegrá-lo. Vou na padaria beber uma água com ele pra espairecer. Vou pro bar beber todas com ele pra esquecer. Vou pra PUTA QUE PARIU se isso for fazer com que ele se sinta melhor. Porque eu me importo. Eu não consigo colocar a cabeça no travesseiro sabendo que alguém que eu gosto está passando por algum problema. Minha alma não fica em paz enquanto eu não tento pelo menos ajudar meu amigo a sair dessa.

E cara, eu não sou a melhor pessoa do mundo, não. Longe disso!

Isso é o MÍNIMO que um amigo pode fazer.

Então quando alguém deixa de fazer o mínimo por mim, eu sinceramente começo a pensar se vale a pena mesmo ter aquela pessoa na minha vida. Se alguém não pode doar o mínimo de si pra fazer um amigo se sentir bem, será que eu quero essa pessoa na minha vida? Será que eu posso contar com essa pessoa pra segurar a minha mão quando meus joelhos não aguentarem o peso? Acho que não, né?

A distância pode aumentar, o tempo diminuir, os anos a passar… Amigo de verdade FICA. Fica, sim. Não vai embora por motivo nenhum, não te vira as costas por coisa pequena, não aponta o dedo te julgando, não te esquece, tenta ajudar, tenta te entender até quando você mesmo não se entende… Parece utópico (algo fora da realidade) dizer isso. Mas eu tenho pessoas assim na minha vida. Ao longo dos meus 27 anos “colecionei” e “guardei” com muito amor os meus amigos de verdade.

Sabe, eu faço todas essas coisas. Até o último momento. Eu só solto a corda e levanto bandeira branca quando percebo que pra manter aquela amizade eu estou me machucando demais… E às vezes alguns machucados demoram mais a curar do que outros. Ou sequer tem cura…

Então, meu amigo, eu não estou desistindo de você.

Não vou sair falando mal de você para as outras pessoas.

Não guardo rancor.

Te peço até desculpas pelas minhas expectativas altas em relação à você.

Eu não deveria esperar tanto das pessoas, eu sei, eu sei.

Mas eu espero.

E eu decidi que não vou me machucar (mais) para te manter na minha vida.

Se você gostou desse texto, deixe um comentário. Isso nos incentiva a escrever sempre mais 🙂

 

Advertisements

77 thoughts on “Querido amigo, eu não vou me machucar (mais) para te manter na minha vida.

  1. Bom dia Isa ❤️
    Sempre passei por isso em minha vida. E ao longo da vida vim percebendo que só eu sou amiga. Dói. Hoje acordei pensando em fazer diferente. Em fazer da minha filha minha amiga. E hoje não me importo mais como antes..

    Like

  2. Entrei aqui hoje, porque você sempre tem um texto batendo exatamente com o que estava procurando, e mais uma vez, de cara, já aparece esse texto ai!
    As vezes insistimos demais, queremos tanto manter a pessoa na nossa vida, que vamos deixando passar tantas pequenas coisas, que eu tenho certeza que se fosse ao contrário, não deixaria ter passado! Mas eu tenho a péssima mania de não desistir, de pensar que eu exagerei, que estou exagerando, que não é bem assim, de me culpar pelo que está acontecendo, até pq sei que tenho mil e um defeitos, e não sou nada fácil de lidar, mas sempre estou a disposição, até demais, sempre que precisou estava ali, eu fui amiga, sempre, unica certeza que tenho. Mas no final, a verdade nua e crua é que é bem assim sim! Sei que pessoas são diferentes, cada um tem seu jeito, e nós devemos aceitar como ela é, mas quando você percebe que a única que se importa é você, que as diferenças nas atitudes em relação a amizade é muito grande, é porque tem algo errado por ai, mas só queremos manter porque criamos expectativas demais mesmo, nós criamos na nossa mente uma amizade, em na realidade não é bem assim, ou as vezes até foi assim um dia, por isso nos decepcionamos tanto. Então, meio que temos uma parcela de culpa mesmo! Não é porque fazemos, e somos do jeito que somos, que a outra pessoa tem que fazer igual. Não me arrependo de “me doar” como doo. Mas também, tem que ter um minimo de reciprocidade; demorou mas cheguei no ponto que, é melhor deixar quieto, do que sempre me chatear. Pelo menos, eu tentei, jamais vou ficar como E SE na cabeça! Você sempre arrasa, continua sim com as publicações!

    Like

  3. Nunca em hipótese alguma pare de escrever essas “história”, Te adoooro , Isabella! Esses textos que vc posta aqui parecem que vc escrevi pra mim, sério.. Rsrs.

    Like

  4. Eu não gosto de ler.. e me peguei lendo sua trilogia em um mês kk.. Garota tu é 100sacional .. Fala uma verdade que espanta.. kk
    Você que acredita muito em signo, ser sagitariana me identifica bastante.. É uma completa desgraça sentir tudo intensamente kkk Mas vamo que vamo com as experiências da Isabela Freitas..
    Meus parabéns por inspirar tanto com os livros e entre outros meios que expõe seus pensamentos.
    *-*

    Like

  5. Aaaaahh eu me identifico tanto com você, adoro os seus livros e por favor, nunca pare de escrever porque assim como eu, você ajuda várias pessoas por aí… Beijos linda ❤

    Like

  6. vou descreveu tudo que estou vivendo e passando, amigos eles tem que fazer sim, ou tentar fazer o minimo por voce!
    amo vc sua linda

    Like

  7. Amigos verdadeiros são aqueles que realmente se importam com a gente, nos confortam quando precisamos e nos corrigem quando preciso, amigos que gostam da gente são aqueles que só são nossos amigos enquanto de alguma forma se beneficiam-se sendo nossos amigos, é difícil saber mas não permanecem por muito tempo.

    Cheguie aqui num momento em que mais precisava, obrigado…

    Liked by 1 person

  8. Amei, sinceramente este texto me ajudou muito, estou brigada com uma super amiga que eu praticamente achava que ra a “minha melhor amiga” mas estou vendo que não.

    Like

  9. Eu li o seu post ,eu amei ,eu me identifiquei muito com o seu texto ,eu tinha uma amiga que eu fazia tudo por ela ,mas chegou no momento que quando eu precisei dela ela não me deu apoio .E a nossa amizade acabou ,eu sinto até falta dela ,mas quando eu penso que ela só pensa em si mesma. Eu continua a minha vida !
    Sou muito sua fã Isabela 💘

    Like

  10. Isa, Você Descreve toda a minha vida em seus textos. Devo dizer que lendo seus livros eu comecei a me amar mais, a ter mais autoconfiança. Você é inspiração pra tanta gente. Você tem noção disso? Eu te amo ❤

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s