VOCÊ FOI DEMITIDO DA MINHA VIDA

Eu não sou daquelas que se desapega fácil do mesmo jeito que se apegou. Não, eu me agarro à memórias, à pessoas, à risadas. Sou difícil de ir embora, de pegar as malas, acenar um "adeus" e te deixar na porta me vendo partir.

Mas sou fácil de partir ao meio, sou uma caixa de papelão com um enorme adesivo que me nomeia frágil, pedindo por favor, para você ter cuidado quando me carregar por aí. Eu quebro como vidro, mas não te corto. Não machuco sua pele, deixo que o sangue que escorre seja somente meu.


Eu não sou de guardar rancor, porque no meu coração enorme, só tem espaço pro amor. Não sou daquelas que consegue fingir que você não existe se esbarrar com você na fila do cinema, não mesmo. Eu derrubo a pipoca, a coca, e capaz de até cair em cima de você só no susto. Não sei fingir não sentir o que eu sinto.

E é por isso que eu te digo que vá devagar quando for me atropelar com tudo, porque eu posso não me recuperar da batida. Pode ser que eu te desculpe pela milésima vez de braços abertos SE você merecer, mas não é porque não gosto de ir embora, que eu não aprenda o caminho.


Foi você quem não leu o recado escrito na minha testa que dizia que a minha confiança era ouro e que você deveria guardar à sete chaves. Quando eu amo, eu amo até o fim. Você quis testar minha quilometragem, descobrir a área da minha paciência e bem, chegamos.

Você queria ser o primeiro na linha de chegada? Palmas para você, medalhas e até um pódio para você subir. Mas eu? Eu vou sumir. Sabe o papel que você desempenhava na minha vida? Pega e rasga, te juro que não vou me importar nem um pouquinho.

Não te dei meu coração inteiro para você estilhaçar. Arque com as consequências das suas ações precárias enquanto eu dirijo pra outro lugar mais bonito e bem longe de você, já que subestimou tudo que era meu.

Vou contratar alguém que saiba bem do que vai cuidar, porque você foi demitido da minha vida e não tem prazo pra voltar.


Escrito por Deborah Sequeira

19 anos de muita história para contar, autora do blog duzentaslinhas.com.br, residente do país das maravilhas e escritora nas horas vagas - nas outras também. Geminiana, sonhadora, avoada, estudante de psicologia, especialista em matérias impossíveis e completamente apaixonada por pessoas, flores e tudo que há de belo no mundo. Acredita em fadas, sereias e em um amor que cura todos os males.
Quer conversar comigo pelas redes sociais? Fácil, só me chamar em @duzentaslinhas 
Ou quer desabafar secretamente? Me chama no snap duzentaslinhas ou pode me mandar sua história pelo e-mail duzentaslinhas@gmail.com (juro que sou boa em conselhos)