Conte sua História: Não entendo meus sentimentos

Conte Sua História



“Bebela! Preciso de suas mágicas palavras… Eu namoro há três anos. Meu namoro é tipo perfeito, não brigamos, saímos todos fins de semana, nos divertimos, nos amamos e ponto. É, minha animação para falar sobre não é muito contagiante. Só não sei o porquê. Há dois meses apareceu uma pessoa na minha vida que foi me conquistando aos poucos, e faz  minha barriga se revirar. Não entendo, mas a vontade de ficar ao lado dele é eterna. 

Oi L.A! Tudo bem? Me identifiquei com sua história e fiz questão de abraçá-la. Por que Isabela? Porque eu já vivi isso, sei o quanto palavras amigas e alguns conselhos podem abrir nossos olhos. Essa palavra, ”perfeito”, implica em algumas coisas. O que é ser perfeito? É agir da forma que a sociedade considera como ”ideal”? É ser educado, fofo, inteligente, fiel, engraçado, enfim, um bom namorado? Bom, talvez. A maioria das pessoas procura exatamente por um cara assim, você sabe. Mas a questão não é achar esse cara, e sim que esse cara, seja o cara. Não adianta a pessoa te tratar bem, e ser a melhor pessoa do mundo, se seu estômago não se revira a cada vez que a vê. Ela precisa te balançar de alguma forma, ela precisa te instigar de alguma forma. O amor é mais traiçoeiro do que se imagina. Você passa a vida inteira sonhando com o cara ideal: nem muito alto, nem muito baixo, educado, que seja de família, inteligente, te trate bem, seja carinhoso, goste de suas amigas. E ah, fiel e engraçado, por favor. Daí um belo dia, PUFF. Esse cara aparece na sua vida, e você… não sente nada. Não tem sininhos tocando, corações no ar, muito menos aquele CLICK que estala quando você conhece a pessoa certa. (não sabe o que é click? Leia esse texto). E aí? Você que é a louca? A estranha? Não. Acredite, você não é a única.

Ele sempre me respeitou por causa do meu relacionamento mas, um dia ele fez a gentileza de me levar ao ponto de ônibus e acabou rolando um beijo. Sem combinarmos ou pensarmos nessa hipótese, pelo menos ali naquele momento. E desde então ele me convenceu a deixar rolar e eu aceitei apenas porque tenho um sentimento por ele, pois traição é algo quase imperdoável. Enfim, meu namoro continua perfeitamente perfeito, sem coisas novas mas nós nos amamos. E agora essa pessoa que me faz pensar nela a todo instante. É errado eu sei mas é algo que não consigo evitar. Você acha que o amor não existe no meu relacionamento por eu estar gostando de outro? Ou acha que há possibilidades de haver sentimento por duas pessoas? Descrição dos dois? Meu namorado é perfeito, faz todas as minhas vontades, é fofo e romântico. Enquanto o outro: É maduro, roqueiro, me surpreende todos os dias, me respeita e diria que seria uma pessoa proibida pra mim, de acordo com círculo familiar e amigos. Mas o jeito dele me encanta. ME AJUDA.

L.A, no fundo você já tem sua resposta na descrição que acabou de me dar deles. O seu namorado é um lindo, fofo, romântico, perfeito. Mas ele não te encanta. Ele não te surpreende. Ele não te faz sentir algo mais. Ele não é a pessoa que consegue mexer com sua cabeça e te revirar toda. Por mais que ele tente – e mereça – ser essa pessoa, ele não é. E não adianta esperar para que isso aconteça, esperar para que você se apaixone por ele. I’ve been there. Quando mais nova eu namorei por quatro anos um cara incrível, incrível mesmo. Todos diziam que era o tipo de cara ”pra casar”. Mas não saía faísca quando nos beijávamos. Eu não sentia meu estômago cheio de borboletas ao vê-lo. Conversar no telefone com ele era um martírio. Cheguei a pensar que era sem coração, sem sentimentos. Como eu poderia ”não gostar” de um pessoa tão incrível? Qual era o meu problema? Bem, o meu problema é que ele não me encantava, não me surpreendia. Eu precisava de algo mais. Eu o admirava, apenas isso.

Então quero que você entenda, o que você sente pelo seu namorado é um amor de amigo, um amor com carinho, um amor de gratidão. Você o ama, mas não como homem, e sim como pessoa. Já o outro, é tudo aquilo que te faz arrepiar, suspirar, e – talvez – pela primeira vez, amar. O amor nem sempre ama o perfeito, o ideal. Às vezes o amor prefere aquele diferente, mas que tem a capacidade de virar sua vida de cabeça pra baixo. Eu preciso te dizer mesmo o que você deve fazer? Me conta depois, tá? Boa sorte!

Só conhece o verdadeiro amor aquele se arrisca a vivê-lo intensamente.

Qual o seu conselho para a L.A? Já passou por uma situação dessas? Conta pra gente nos comentários!

Isabela Freitas

Isabela Freitas é escritora, blogueira, e exagerada. Louca por histórias de amor, desenhos animados, e bichinhos de rua. Prega o desapego às coisas que não lhe fazem bem, e acredita que o otimismo e palavras bonitas podem mudar vidas. E aí, pronto para mudar a sua?

Filminho para assistir: Keith

Dicas, Filmes

Já ouviu falar do filme “Keith”? Eu nunca tinha escutado nada sobre ele, até ontem. De primeira nem levei muita fé, Jesse McCartney como ator? Será? Mas tudo bem, assisti. E querem saber de uma coisa? “Keith” entrou pro top 10 dos meus filmes preferidos. Talvez por ser tão inspirador, simples, e ao mesmo tempo, ter feito com que eu me identificasse muito com ele.

A história do filme gira em torno de Keith, um garoto um pouco ”diferente” dos outros. Keith não se importava com o que a pessoas pensavam dele, era taxado como o ”esquisito” do colégio, e parecia não ver problema algum em ser solitário. Enquanto a maioria dos adolescentes se preocupavam em ter relacionamentos perfeitos, ir à festas, beber, e ser populares, ele só se preocupava em ser feliz. Do seu jeito. Assim como a maioria dos filmes nesse estilo, Keith nutre uma paixão desde sua infância. Natalie. Natalie é a típica ”garota perfeita”. Popular, bonita, inteligente, tem a família perfeita, e o namorado – aparentemente – perfeito. Mas será que isso é tudo que ela queria para si? Será que Natalie era feliz com sua vida perfeita? Bem, ela achava que sim. Até Keith aparecer como seu parceiro no laboratório de química. De início Natalie não pode acreditar na sua ”sorte”, poxa, por que fora cair logo com aquele esquisito? Mas ao longo da trama Keith mostra a ela que a vida é muito mais que festas, popularidade, e aparências. Keith mostra que o simples encanta muito mais do que aquilo que reluz. E que o brilho que importa, é o brilho dos olhos. Uma história emocionante do começo ao fim, é encantador ver e acompanhar a mudança da Natalie. E Keith, ah, o Keith. Um personagem singular que tem o poder de encantar com o seu jeito ”diferente” de ser. O diferente pode ser – e costuma – ser bem melhor…

Entenderam porque eu gostei tanto desse filme? Eu me vi muitas vezes na pele da Natalie. Esse lance de ”parecer ter uma vida perfeita” é exatamente o que eu senti boa parte da minha vida. Eu parecia estar vivendo uma realidade que muitos considerariam perfeita, mas peraí, quem disse que eu queria aquilo? É preciso que alguém, como o Keith, te mostra um novo olhar sobre o mundo. Alguém que te indique a estrada certa. Alguém que te dê as mãos e diga ”Eu sei do que você precisa”.

Imagino que muitas de vocês sentem a mesma coisa, como se ninguém mais compreendesse vocês. Como se ninguém conseguisse captar aquela essência que fica escondida no fundo das nossas almas. Mas calma, um dia um Keith aparece na vida de vocês :)

Assista aqui

E o meu muito obrigada ao meu namorado que me apresentou esse filme “Sky’s the limit, right?



Isabela Freitas

Isabela Freitas é escritora, blogueira, e exagerada. Louca por histórias de amor, desenhos animados, e bichinhos de rua. Prega o desapego às coisas que não lhe fazem bem, e acredita que o otimismo e palavras bonitas podem mudar vidas. E aí, pronto para mudar a sua?

Trilha Sonora da Semana: Kina Grannis

Dicas, Música

kina-grannis

Estava navegando pelo Youtube quando OPS… Achei a música da minha vida. Quem nunca? Amo quando isso acontece, vivo de música, e sempre que encontro uma música nova que me faz sentir bem, o meu dia vale a pena.

Curiosos? Deem o play!

To apaixonada na música "Valentine", mas acho que todas elas tem um significado muito lindo. Awn.

 

Isabela Freitas

Isabela Freitas é escritora, blogueira, e exagerada. Louca por histórias de amor, desenhos animados, e bichinhos de rua. Prega o desapego às coisas que não lhe fazem bem, e acredita que o otimismo e palavras bonitas podem mudar vidas. E aí, pronto para mudar a sua?

Banheiro Feminino: Sexo

Banheiro Feminino, Banheiro Masculino

Sentiram saudades do Banheiro Feminino? Estamos de volta, e com tudo! Dessa vez vamos entrar em um tema que gera muitas dúvidas e inseguranças: sexo. Preparados para saber o que pensamos?

 

 
 
Conheça as participantes:
 

Isabela Freitas Se você tá aqui no meu blog e ainda não sabe que eu gosto do número 7, amores de arrancar o coração, bichinhos de rua e músicas fofinhas, tá no lugar errado. Ah, eu adoro signos também. Sagitariana, teimosa, sincera, sonhadora, dramática e um pouco exagerada. Mas só um pouquinho. 22 anos, mora em Juiz de Fora, mas vive mesmo no mundo da Lua. Siga no twitter/Assine no Facebook/Siga no Instagram isabelaafreitas

 

Rafaela Gabardo Estudante de Jornalismo, curitibana, leonina, 22 anos. Romântica, louca e chata. Apaixonada pelos amigos e família, por cachorros, moda, futebol e musculação. Viciada em internet. Quero tudo e quero agora. Siga no twitter/Assine no Facebook/Siga no Instagram rafaagabardo

 

Natália Leal  Difícil explicar o que nem eu mesma reconheço. Apaixonada por direito, animais, cinema e música. Sentindo muita saudade de casa. Santa Bárbara – California. 18 anos. Siga no twitter/Siga no Instagram natalialeall

Larissa Vasconcelos Quase biomédica, espontânea, ariana, autoconfiante, companheira e ainda arruma tempo pra dar pitaco sobre a vida alheia! 23 anos, mora no Rio de Janeiro. Siga no twitter/Assine no Facebook/Siga no Instagram larivasconcelos

Lorena Lima  21 anos, estuda Comunicação e é completamente apaixonada por músicas, bandas e instrumentos. Mora em BH, mas sonha em se mudar pro RJ e ter sua própria produtora musical e viver viajando realizando grandes eventos. Adora fazer as pessoas rirem, teimosa ao extremo, sonhadora até demais. Siga no twitter/Assine no Facebook
 
 

E a nova integrante…

Vitória Saionara 17 anos, estudante de eletrotécnica e apaixonada por artes cênicas. Viciada em música, ama a palavra “contraste” e se diz eternamente jovem. Mora em Mossoró, mas tem a certeza de que todos os lugares do mundo serão a sua casa um dia. Intensa e sonhadora, apaixonada pela leitura, e por isso quando não está lendo resolve escrever. Faz da sua vida uma eterna viagem de sonhos, e devido a isto nunca sabe distinguir o real do imaginário; será que você está mesmo lendo essa biografia? É menina, mulher, atriz, lutadora de Jiu-Jitsu, jogadora de futsal, eletrotécnica, uma verdadeira amante de História, Vitória é eterna. A pirralha da sala de aula e da turma de amigos veio ser a pirralha do Banheiro Feminino agora. Já sabem por que ela não agrada todo mundo né? A menina é muita sincera e joga as verdades na cara. Assine no Facebook
 
Prontos?
 
 
 

1- Para você, tamanho é documento?
 
 

Isabela Freitas Tem coisa mais babaca do que cara que se acha melhor só porque tem o piupiu maior do que do coleguinha? Não, tamanho não é documento. Homem tem que ter pegada firme, e ponto. 

Rafaela Gabardo  Definitivamente não. Realmente não sei por que os homens encanam tanto com isso. Se ali tiver a química, paixão, vontade e você souber tratar a mulher como ela merece, eu tenho certeza que a menina nem vai reparar no tamanho. Do mesmo jeito que vocês, homens, dizem não reparar na celulite. É o que diz o ditado: "mais vale um pequeno brincalhão do que um grande bobão". 

 

Natália Leal Claro. Só não acho que isso seja um motivo pra não ficar com uma pessoa. O desempenho depende em parte disso, afinal de contas.

Larissa Vasconcelos Na boa, documento não é não. Mas saber usar o instrumento é fundamental. Não adianta ser bem dotado e ser péssimo. Além do mais antes pequeno do que fino. Aí é pra chorar. hahaha Só pra constar o tamanho do canal vaginal varia de 8 a 10 cm normalmente, quando excitado chega a 16cm. Depois disso, qualquer tamanho acima não vai variar muito, na verdade não vai nem entrar direito (informações da biomédica QUASE formada). Então é isso, ter 10 cm não é bom haha mas ter um de 22 cm também não é vantagem, o importante é saber brincar com a varinha mágica (hihihi).
 
Lorena Lima Tamanho não é documento. Largura talvez seja hahahaha  Sinceramente?! Não adianta o cara ser  ‘’super dotado’’ e não saber usar, não ter jeito e toda aquela coisa que nós sabemos. Acho que isso de pequeno ou grande influencia mais no fato do ‘’ver’’, da visibilidade.  Não precisa ser gigante, mas também como não rir se você vai transar com um cara e quando vê ele tem 10cm?! Hahahaha Agora se o garoto que tu ama tem isso, o jeito é tentar descobrir algum jeito legal e que faça esquecer esse pequeno detalhe. Com  10 ou 25cm o importante é saber usar de acordo com o tamanho e explorar o que tem de melhor.
 
 

Vitoria Saionara Pelo menos para mim, é. Nada contra a quem não nasceu bem dotado; imagina, o coitado não tem culpa rs. E este fator jamais determinaria se eu namoraria um cara ou não. Mas afetaria, por exemplo, se eu transaria com ele ou não em um primeiro encontro (claro que outros fatores têm muito mais influência no caso do primeiro encontro). Mas vamos concordar que é muito broxante você olhar para baixo como quem não quer nada e realmente não achar nada (não ver nenhuma elevaçãozinha na roupa). Vamos ser sinceras. Além disso, esteticamente eu acho feio, aquela coisa desproporcional. Tá cheio de fortão com bração e pintinhozinhoinhoinho por aí. Como eu já disse, ninguém tem culpa, mas eu não acho legal. Todavia, eu acredito que um cara não muito bem dotado pode ser muito bom na cama. Tamanho é algo indiferente para algumas mulheres, mas sou sincera para dizer que exerce uma influência sobre mim.

 
 
2- O que vocês acham de sexo na primeira noite? Fariam?
 
 

Isabela Freitas Bem, vamos lá. Eu, >>eu<<, euzinha Isabela, não faria sexo na primeira noite. Sabem por que? Porque acho que sexo é uma entrega, algo íntimo, especial, que deve ser feito com todo carinho possível. Não me entregaria a um ''conhecido'', a alguém que eu mal conheço, que eu não sei o segundo nome, ou que não ouvi ainda as histórias de quando era mais novo. Só consigo me entregar para alguém que já confio, já gosto, já tenho uma admiração. Eu não faria isso, mas tudo bem, não julgo quem o faz. Acho que cada um faz o que entender da sua vida, eu sou meio idealista, não sei se esse meu jeito é o certo, mas fazer o que? É o meu jeito.

 

Rafaela Gabardo  Faria sim. Não acho que isso deveria ser um tabu e acredito que isso de "regra de três encontros" é uma bobagem. Claro, respeito quem pensa ao contrário. Mas se eu gostei do cara e senti que tá rolando aquela vontade, por que não? Isso não vai me tornar uma mulher fácil ou uma menina que não seja pra casar. Inclusive conheço muito namoro e até casamento que aconteceu depois de primeiros encontros com sexo.

 

Natália Leal  Definitivamente não faz o meu tipo de atitude mas eu também não tenho nada contra. É o tipo da coisa que numa idade tu pensa algo e mais pra frente tu é mais flexível quanto a isso. Da mesma forma que eu acho que o sexo não deve ser tão banalizado, também acho que não é errado não ser tão seletivo em relação a isso.

Larissa Vasconcelos Sexo na primeira noite, OUSADO. Mas se a rolou atração, rolou vontade, vai que é sua. Só não me venha de mimimi depois reclamando, falando que podia ter segurado. Melhor morrer de remorso que dormir com vontade, baby! 
Lorena Lima Sou meio preconceituosa quanto a isso e não concordo com sexo já no primeiro encontro, a não ser que seja alguém que você já conhece há muito tempo, por exemplo, um amigo de anos, mas que só agora vocês descobriram que se gostam e etc. Sexo é algo muito íntimo e acho tenso fazer com alguém que você mal conhece. Além disso, tem que rolar um charme, uma dificuldade, uma conquista pra chegar aos finalmente, digamos assim.
 Vitoria Saionara A Vitória de hoje não, nem com o Rodrigo Hilbert. Amanhã eu não sei. Digo isso porque sou muito inconstante. Sou certa de mim, mas o dia de amanhã não pertence a ninguém, já dizia o velho clichê ou adágio Bíblico sei lá. A questão não se trata do primeiro ou do milésimo encontro; na minha humilde opinião, quando você vai para cama com alguém é porque esta pessoa já te passa muita segurança; a relação já rendeu tudo e só falta o sexo. Mas eu acredito em uma tara a primeira vista e na sensação de segurança em um primeiro momento com alguém, e por isso não acho nada demais quem transa no primeiro encontro. Pelo contrário, só admiro por não reprimir suas vontades. Porque a menina quer transar com o cara, fica com o pensamento cheio de putaria e não transa para bancar a santa. Que santinha hein? Isso é de cada pessoa, se você não tem problema em se relacionar sexualmente com alguém em um primeiro encontro, imagina eu. Mas se você acha que existe o momento certo e que não se trata do primeiro encontro, espere e faça o que te deixa bem com você mesma. Sem regras, a vida não precisa disso.
 
 
 
3- O lugar tem importância?
 
 
 

Isabela Freitas Tem e não tem. Por exemplo, se é a primeira vez da garota, eu acho que o lugar tem sim importância. Toda garota merece ter uma primeira vez especial, ou o mais perto possível de ser especial. Tem que existir carinho. E fazer sexo na escada do seu prédio não tem nada de carinhoso (exemplo). Outra situação que acho que o lugar conta: quando é a primeira vez que o casal faz sexo. É legal que seja em um lugar confortável, que não seja apressado, e que tenha – novamente – carinho. Exemplo: o casal vai fazer sexo pela primeira vez após algumas vezes ficando e ele quer fazer no meio da rua. Ah, por favor né? Parece que só se importa com o ato sexual em si, e não em tratar a garota bem. Mas quando se trata de um casal de namorados que já está junto há um tempo, e transam sempre, etc, o lugar não importa MESMO. Que façam em qualquer lugar, a qualquer hora, a qualquer tempo… 

 

Rafaela Gabardo  Não precisa ser um motel cinco estrelas e nem um quarto com pétalas de rosa e velas com aroma. Porém, eu e o menino precisamos nos sentir a vontade e confortáveis. Por mais que exista vontade, nesse caso até vale a pena esperar um dia em que o casal possa se encontrar num lugar mais propício, porque sexo em banheiro, carro pequeno, etc… não rola.

 

Natália Leal  Pra mim não. A única importância que tem é a pessoa.

Larissa Vasconcelos Nãããão! hahahah Não tenho problemas com isso! :x Mas se é sua primeira vez e tudo mais pode ser em um lugar caprichadinho, nada de escada de emergência do prédio por favor.
Lorena Lima Quando se tem muita vontade, não. Hahahaha  Brincadeira! Acho legal o casal sempre inovar, fazer em lugares diferentes e saber tirar proveito do contexto e do local que está.  Mas, depende da vibe, também. Quando é algo mais romântico, de amorzinho e tudo mais, um lugar mais calmo, mais bonito dá um complemento sensacional ao sexo.
 
 
 
 

Vitoria Saionara Isso depende do que você quer fazer e parte das fantasias de cada um. Você não precisa de um quarto com as luzes baixas e uma cama repleta de flores para fazer sexo selvagem ou se você quer só transar. Pode ser na sala, no escritório, no motel etc., mas se você quer fazer amor, e quer algo realmente especial, o momento requer um lugarzinho melhor e mais elaborado. Tirando isso, dependendo da maneira que cada pessoa gosta de incrementar o seu momento na hora do ato sexual vale tudo (sempre com respeito, privacidade e SEM BAIXARIA).

 
 
4- Vocês se preocupam com a lingerie e com a cueca do cara?
 

Isabela Freitas Não me PREOCUPO, mas acho legal inovar de vez em quando. Claro que tu não precisa estar montada na lingerie e renda todas as vezes em que for fazer sexo com o cara. Mas se arrumar em uma data especial, ou surpreender em um dia qualquer é bacana, né? Já com a cueca eu não ligo nem um pouco, normal.

 

Rafaela Gabardo  Muito. O cara num vai deixar de fazer sexo com você pela tua lingerie. Mas, uma lingerie de rendas em vermelho ou preto, por exemplo, é muito mais sexy, né? Nada de calcinha furada, ou bege por favor. E não custa nada pensar nisso. E eu até reparo na cueca do homem sim, sou mil vezes cueca box do que todas as outras. 

 

Natália Leal  Eu sempre fui e ainda sou e provavelmente sempre serei muito vaidosa. Mas não sou do tipo que compra lingerie especial. Eu não sou Angel da Victoria's Secret. Geralmente eu não me preocupo com a cueca do cara. Só se for uma coisa meio louca e brochante que nunca aconteceu comigo e que por isso ainda não tenho uma definição.

Larissa Vasconcelos Não me preocupo com lingerie porque namoro a mais de um ano HAHAHAHAH Mas adoro inovar, adoro ganhar de presente e tals. Mas o cara falar que BROCHA porque a garota tá de sutiã bege é boiolisse, na moral mesmo. Cara, a mulher vai ficar de sutiã 5 minutos sabe? Tira e pronto!! E eu não ligo pra cueca de homem não, mas confesso ter uma queda por cueca branca boxer. Uhmmm fica super sedutor! Vem ni mim delícia. hahahaha
 
Lorena Lima Eu não sou muito preocupada com isso, não. O que não significa que não é importante ou legal, né. O interessante do sexo é que ele é a união de todos os nossos sentidos, ou seja, se temos diante dos nossos olhos coisas que nos agradam, isso só vai deixar a transa mais interessante do que já é. Acho que a mulher, mesmo que às vezes, tem  que usar algo bonito e sexy pro parceiro e vice e versa… Imagina o cara usando uma cueca velha e furada também?!  Hahahaha broxante demais! Dica: branco. hahaha

Vitoria Saionara  Com certeza. Não tenho muitas exigências quanto a isso, mas gosto do normal: uma cuequinha básica, que ainda tenha o elástico e sem furos. Pedi algo demais? Não curto muito aquelas cuecas copinho. Nada mais sexy do que a cueca boxer do dia-a-dia. Tenho preferência pelas cores branco e preto. Agora se o cara é um nerd apaixonado por filmes de super heróis, por exemplo, e vez ou outra aparece com a cueca do superman eu super aprovo. Uma vez na vida eu acho bonitinho, é diferente.
 
 
5- Tem algum problema com caras mais novos?
 
 
 

Isabela Freitas Não tenho nenhum problema, mas não gosto e não me sinto atraída. Gosto de caras mais velhos, que tenham experiências para contar, que tenham vivido boa parte de tudo que já vivi, e que tenham barba (HUAHUAUHA). Acho que homens mais velhos me fazem sentir protegida, e eu amo isso. Exemplo: meu namorado <3 hehe

 

Rafaela Gabardo  Nenhum. Pelo contrário, às vezes me atraem muito mais que os mais velhos. Não que seja uma regra pra mim ficar só com mais novos, mas não sei explicar, os mais novos chamam minha atenção. Muitas vezes são mais carinhosos, preocupados e românticos. Fofos. 

 

Natália Leal  Eu sempre fico com caras muito mais velhos do que eu. Eu nunca fiquei com ninguém mais novo do que eu e provavelmente nunca ficarei. Mas do futuro ninguém sabe. Se for gato e legal, quem sabe!

Larissa Vasconcelos HAHAHAHAHAHAHAAH Melhor eu nem responder essa pergunta. Falô galera!! I s2 meu novinho! (Pra quem não sabe eu tenho 23 anos e namoro um cara de 18 anos, é tipo Eduardo e Mônica e tals *-*)
Lorena Lima Não tenho nenhum problema, só não gosto! Rs É importante lembrar que idade não está diretamente ligada à experiência. Mas, mesmo assim, não gosto de garotos mais novos simplesmente pelo fato de não me atrair, é algo natural.
Vitoria Saionara Eu tenho. Nunca fiquei ou namorei um garoto da minha idade ou mais novo do que eu simplesmente porque boyzinho não me entra. Pouca idade não deveria ser sinônimo de imaturidade, mas infelizmente acaba sendo com a maioria dos garotos (não estou generalizando, pois sei que está cheio de marmanjo de 30 bancando o moleque e vice versa). Mas todo mundo sabe que mulher se desenvolve mais cedo e mais rápido, e já demonstra mais maturidade desde cedo, inclusive fisicamente. Agora me imaginem namorando um garotinho de 17 anos, não dá. Quem dirá ir para cama com ele. Mas acho legal quem consegue se relacionar com os meninos mais novos, e melhor, consegue ter uma boa relação.
.  
 
6- Você acha que se deve esperar a pessoa certa pra perder a virgindade?
 
 

Isabela Freitas Não, sabe por que? Porque a probabilidade de você encontrar ''a pessoa certa'' na idade em que você começa a sentir vontade de fazer sexo, é quase nula. Não adianta idealizar pessoa certa quando se é mais novo, geralmente essa pessoa chega depois que você já tomou muito na cara, e vem para te salvar. Então pensem mais em ''momento certo'' com uma pessoa ''legal''. Se o momento é propício, a pessoa te trata bem e é legal com você, vai fundo. Ela não é a pessoa certa, nem seu amor pra toda vida, mas espera, isso vem depois. 

Rafaela Gabardo  Acredito na pessoa certa, na hora certa, no momento certo. Porém isso tudo não pode ser idealizado. Por exemplo: "ah vou perder minha virgindade com 17 anos, na beira da praia com um príncipe". Aí não dá. Quando você ficar com alguém, sentir que gosta dele e que está a vontade pra dar esse passo, aí você encontrou a pessoa certa e tá preparado(a).

 
 

Natália Leal  Eu sempre pensei que eu deveria esperar pela pessoa certa pra perder a virgindade. Mas aí eu me toquei que essa pessoa certa iria demorar pra chegar ou até nunca iria existir pra mim. Porque eu sou muito rígida. E aí eu cheguei a conclusão de que o que realmente importa é a sua maturidade. Eu acho fofo e admiro a paciência de quem espera a pessoa certa. Seja lá o que a pessoa certa significa pra cada um de vocês. Mas eu não acho grande coisa.

Larissa Vasconcelos  Virgindade é ainda um tabu na vida da adolescente brasileira. Não acho que seja necessário ser com o príncipe encantado,mas também não acho que seja necessário ser com o garoto que você não tem tanta intimidade, só tá ficando ou com o cara que você conheceu na matinê. haha Se você se sentir preparada, com vontade, já ponderou se é com uma pessoa maneira, se não vai se arrepender e principalmente se já foi ao médico e sabe as devidas precauções a serem tomadas, se joga amiga! (Sou a mais chata do mundo com médico, acho que desde os 13 anos eu ia ao ginecologista e já conversava de TUDO, acho superimportante galera, sem cao, e super rola de pedir pra ir sozinha, pelo menos aqui em casa sempre tive essa liberdade). 
 
Lorena Lima Acho isso de pessoa certa tão complicado. Prefiro a frase ‘’esperar o momento certo’’. É tão difícil dizer se alguém é certo ou não para se perder a virgindade. É claro que você não vai sair fazendo com o primeiro que viu na rua, né. Tem que rolar uma preocupação, mas, mais que isso, o momento é essencial. Você pode estar namorando alguém e sabe que é a pessoa certa, mas não se sentir preparada (o) ainda. Se você se sente bem, à vontade, tá preparada PRE PA RA (desculpa, não resisti) e tem alguém que você pelo menos acha que vai ser certo NAQUELE MOMENTO, não tem que ficar preocupando com o depois, com o futuro. Porque o cara pode te deixar no dia seguinte sendo seu namorado ou seu ficante. O foco tem que ser mais em você mesma.

 
Vitoria Saionara Claro. O problema é: quem é e como saber que é a pessoa certa? Às vezes eu costumo dizer que você nunca vai saber. Chega um momento em que a coisa acontece e muito dificilmente a menina se sente bem e realizada. Sempre rola uma insegurança e, por mais remota que seja, a possibilidade de um arrependimento. Porque é algo que não tem volta e por vezes sente-se uma necessidade de viver eternamente com aquela “pureza” de menina. O cara certo será o seu companheiro, o seu namorado, nada mais. Acho que o que existe e que deve ser primordial para uma primeira vez é o momento certo para você. É ter consciência de como a sua vida irá mudar dali em diante, do quanto este passo é importante e de assumir essa nova responsabilidade. E depois disso entender que jamais se perderá a pureza de menina, apenas irá carregar dali em diante a grandeza de uma mulher.
 
 
Gostaram? Aprovaram a nossa nova integrante? 

Isabela Freitas

Isabela Freitas é escritora, blogueira, e exagerada. Louca por histórias de amor, desenhos animados, e bichinhos de rua. Prega o desapego às coisas que não lhe fazem bem, e acredita que o otimismo e palavras bonitas podem mudar vidas. E aí, pronto para mudar a sua?

As melhores frases do filme Cartas para Julieta

Filmes, Frases, Listas

Quem aí é apaixonado no filme "Cartas para Julieta" como eu? E quem ainda não conhece? Hoje vou colocar as melhores frases dele pra vocês!

Veja também as melhores frases de One Tree HillGossip GirlThe Vampire DiariesPretty Little LiarsThe OcRevengeOnce Upon a TimeGreekQuerido John e Para Sempre.
 

"E" e "se" duas palavras simples e inofensivas como qualquer palavra. Mas quando juntas "e se.." podem causar estragos inimagináveis."

"E porque me sinto como um estudante num domingo? Já é quase de manhã e não quero ir."

"Pena que agora é tarde"

"Não.Quando falamos de amor,nunca é tarde."
 
 "E tudo à minha volta me faz sentir a tua falta''.
 
“Duvides que as estrelas sejam fogo, duvides que o sol se mova, duvides que a verdade seja mentira, mas não duvides jamais de que te amo”.
 
 
 
“Há um lugar onde os corações partidos deixam bilhetes pedindo ajuda a Julieta. Foi lá que eu achei uma carta que mudou a minha vida para sempre.”
 
''Você só precisa ter coragem de seguir seu coração.''
 
”Quantas Sophies você acha que existem no mundo? Não espere 50 anos para descobrir.”
 
''Não sei como sua história acabou. Mas sei o que você sentia na época era amor verdadeiro então nunca é tarde demais. Se era verdadeiro então, porque não o seria agora? Voce só precisa ter coragem para seguir seu coração. Não sei como é sentir amor como o de Julieta, um amor pelo qual abandonar entes queridos, um amor pelo qual cruzar oceanos. Mas gosto de pensar que, se um dia sentisse, eu teria coragem de agarra-lo. E Claire se voce não o fez, espero que um dia faça.''
 
 
AFF. História mais linda do mundo. Gostaram?

Isabela Freitas

Isabela Freitas é escritora, blogueira, e exagerada. Louca por histórias de amor, desenhos animados, e bichinhos de rua. Prega o desapego às coisas que não lhe fazem bem, e acredita que o otimismo e palavras bonitas podem mudar vidas. E aí, pronto para mudar a sua?