Pois é, ela mudou!

Contos e Crônicas

 

Tequila

Tá lembrado daquela garota que vivia te ligando e correndo atrás de você? Pois é, ela mudou. Sentiu falta dela né? Mas agora vai ser assim, daqui pra frente ela só vai correr atrás do que lhe faz feliz, e bom, há muito tempo você provou que disso, você não é capaz.


Agora ela deixou de lado toda aquela velha paixão por ser pisada e começou uma paixão nova, por ela mesma, por seu bem estar. A calça jeans e a blusa branca foram aposentadas, não que essas não sejam boas, mas salto quinze e saia de paête fazem bem mais seu estilo. Finalmente ela está de volta, pronta pra outro, outros.

Essa noite suas palavras vão se basear em “sim”, “não”, “nada de telefones, nada de dia seguinte”. Hoje, pela primeira vez ela vai sair, pegar e não se apegar. Nada a abala, nada a atrai.

Hoje vai ser assim: ela vai pisar, massacrar e se te encontrar, não vai te olhar. Hoje ela vai ser mais dela e menos de qualquer outro, vai ser menos menina, mais mulher. É, parece que quem antes era bom o suficiente, hoje nem o suficiente é mais. Pelo menos não pra ela.

Ela mudou, hoje a noite é dela! Amanhã também, e depois, e depois..

Parece que por ter esperado muito, ela sofreu muito, mas quer saber ? Ela mudou. Você se tornou apenas passado. Agora, se você nos dá licença, ela tem um pedido breve a fazer, e claro que não é para você:
- Garçom, uma dose de tequila e duas de amor próprio por favor!

By: @pamellapaschoal

Isabela Freitas

Isabela Freitas é escritora, blogueira, e exagerada. Louca por histórias de amor, desenhos animados, e bichinhos de rua. Prega o desapego às coisas que não lhe fazem bem, e acredita que o otimismo e palavras bonitas podem mudar vidas. E aí, pronto para mudar a sua?

Petrova is back! The Vampire Diaries Spoilers!

Seriados
PETROVA

Aposto que você deve estar se perguntando que Petrova é essa de olhos azuis e super linda, já que Elena e Katerine aparecem ao fundo da foto. Pois é bitches, se segurem! Porque como se já não bastasse a Nina Dobrev fazer dois papéis em The Vampire Diaries, agora ela vai fazer mais um!


Não sei se vocês já se atentaram ao fato de que quando a Katerine foi apresentada ao Klaus pelo Elijah, ele disse ''Você parece com alguém que eu conheci…'' Na hora já bateu um alerta! Como assim? Outra Doppelganger? Na verdade ela é a original, a que deu origem a toda essa história. Sempre foi dito que a Katerine era uma cópia, mas cópia de quem né?

O nome dela é Charlotte Petrova, e tudo indica que o Klaus tenha sido apaixonado por ela no passado. Essa história vai dar o que falar! Bapho! Só espero que o meu Damon esqueça de vez a chatíssima da Elena e se apaixone por essa Charlote. Sonhar nunca é demais né?

Isabela Freitas

Isabela Freitas é escritora, blogueira, e exagerada. Louca por histórias de amor, desenhos animados, e bichinhos de rua. Prega o desapego às coisas que não lhe fazem bem, e acredita que o otimismo e palavras bonitas podem mudar vidas. E aí, pronto para mudar a sua?

Primeiro ela, depois ele!

Contos e Crônicas

 

406638_457940270930969_664450064_n

Me amo demais? Talvez. Prefiro pensar que esse amor próprio é minha armadura, meu jeitinho de proteger esse coração bobo de um mundo traiçoeiro. Coração bobo que se ilude com qualquer palavra, com qualquer olhar, com qualquer beijo escondido. Esse coração não sabe de nada, ah não. Fica doido pra se entregar pro primeiro idiota que aparece, fica sim. 

Mas é aí que meu amor próprio diz ''Não, não e não! Nada de se entregar pro primeiro que aparece: primeiro você, depois o mundo.'' E quer saber? Desde que resolvi escutar ele não espero mais ligações no dia seguinte, na verdade não me importo. Quer ligar? Ok. Talvez eu te atenda. Não ligou? Ok. Eu não fazia questão mesmo. Não acredito mais em pessoas vazias, dessas que dizem ''eu te amo'' olhando no fundo dos seus olhos na primeira semana. Meu deus, como que alguém pode acreditar nisso? Se não fosse meu amor próprio.. Aposto que eu acreditaria. Ah, acreditaria sim. 

Porque as pessoas que não se amam em primeiro lugar, se agarram a qualquer sentimento, se agarram a qualquer pessoa. Elas querem acreditar que tudo é verdade. Mesmo sabendo no seu íntimo que aquilo não passa de uma ilusão. Elas colocam o mundo acima de suas vontades, se acham inferiores e se submetem a qualquer um.

Mas quer saber? Quer saber mesmo? Uma mulher que se ama e se valoriza chama muito mais atenção. Aquela mulher tão confiante de si que intimida qualquer homem. Aquele tipo de mulher que os homens não chegam perto porque tem medo de levar um fora histórico. Ela pode estar em pedaços por dentro, mas nunca vai demonstrar isso a ninguém. Vai responder a todos com um sorriso no rosto que ''está tudo bem'' e ''não há nada de errado''. Ela não deixa suas fraquezas à mostra. Há quem diga que esse tipo de mulher nunca está triste. Mal sabem eles o quanto é difícil esconder. Mas ela consegue. Não se abala por pouco.

Ela não é o tipo de mulher que se entrega a qualquer um, você tem de conquistá-la. Dia após dia. Tem que ganhar sua confiança, merecer sua atenção. Se mostrar alguém digno de receber o seu amor. Se mostrar o tipo de homem que ela espera: aquele que vai conseguir romper a barreira do seu coração de pedra que só ama a si mesma. Aquele que vai mostrar a ela que é seguro se entregar, sem medo. Aquele que vai mostrar que merece ser segundo lugar na sua vida. Afinal, primeiro ela, depois ele né?

Isabela Freitas

Isabela Freitas é escritora, blogueira, e exagerada. Louca por histórias de amor, desenhos animados, e bichinhos de rua. Prega o desapego às coisas que não lhe fazem bem, e acredita que o otimismo e palavras bonitas podem mudar vidas. E aí, pronto para mudar a sua?

Nunca achei que fosse me apaixonar!

Contos e Crônicas
postblog1
Nunca achei que fosse me apaixonar, não por esse tipo de cara. Achei que fosse encontrar meu garoto, só meu, aquele que te dá flores no primeiro encontro e que abre a porta pra você. Não é que eu não tenha encontrado, aí que tá o problema. Eu encontrei. No início achei que era tudo que eu queria. Mas na verdade percebi que era tudo que eu precisava, o que não significava que eu queria.
 
Até que um dia ele apareceu. Do seu jeito meio egocêntrico, meio idiota. Não queria uma, queria todas. Não se importava com ninguém, só com ele. Não cedia aos meus encantos, apenas me olhava com desejo. Pronto. Nunca achei que fosse me apaixonar, não por esse tipo de cara. Mas apaixonei.

E eu do meu jeito meio louca, meio indiferente, conquistei ele do nosso jeito insano de se gostar. Nosso amor se mistura ao ódio, na verdade se confunde. Tenho vontade de matá-lo e ao mesmo tempo de beijá-lo. Não sei se digo que ele é um idiota egocêntrico, ou se digo que amo ele com todas minhas forças. Não sei se fujo desse amor tão bandido, ou se me aproximo e me entrego. Não sei se gosto de me machucar tanto ou se gosto que ele cure todas essas feridas. Não se digo ''eu te odeio'' ou se digo ''eu te amo''.

Só sei que nunca senti algo parecido. Nunca joguei um jogo tão perigoso onde o prêmio é um coração partido e o risco é de se apaixonar pelo rival. E assim vou vivendo, numa mistura de amor e ódio. Numa linda mistura que me faz cada vez mais apaixonada.

Isabela Freitas

Isabela Freitas é escritora, blogueira, e exagerada. Louca por histórias de amor, desenhos animados, e bichinhos de rua. Prega o desapego às coisas que não lhe fazem bem, e acredita que o otimismo e palavras bonitas podem mudar vidas. E aí, pronto para mudar a sua?

De um jeito meio meu

Contos e Crônicas
large-60

Gosto de você de um jeito meio torto, de um jeito meio meu. Gosto de você em silêncio. Quieta. Gosto de você só pra mim. Não sou o tipo de garota que diz que gosta de alguém. Não sou o tipo de garota que não gosta de ninguém. Se faz de durona. Finge que não sente, finge que não se importa. Tem medo de sentir, tem medo de viver, tem medo de amar. Medo de um dia ter que admitir que tem sentimentos. Por você.

Gosto de você de um jeito meio louco, de um jeito meio meu.  Fico aqui pensando em todas loucuras que fizemos juntos e quero mais. Sempre mais. Sair correndo por aí sem destino. Tomar banho de chuva até não aguentar mais. Brigar até sentir vontade de te beijar. Ficar longe até a saudade não deixar.

Gosto de você de um jeito meio indiferente, de um jeito meio meu. Diz pra todos que não sente. Sempre fui assim, você sabe. Mas quem vai negar.. Meu olhar é todo seu. Meus melhores beijos são seus. Meus mais quentes abraços serão pra sempre seus. Minha despedida com você.. Que nunca deixei acontecer.

Gosto de você de um jeito meio distante, de um jeito meio meu. Fico aqui te observando, tão lindo, tão feliz, tão meu. Fico aqui torcendo por você, tão de longe, tão eu. Fico aqui imaginando o que você sente, o que você pensa,  o que você está fazendo. Fico aqui de longe porque não quero te atrapalhar com minhas loucuras, com meu jeito, só meu. Fico só olhando. Admirando. Te amando. De um jeito só meu.

Isabela Freitas

Isabela Freitas é escritora, blogueira, e exagerada. Louca por histórias de amor, desenhos animados, e bichinhos de rua. Prega o desapego às coisas que não lhe fazem bem, e acredita que o otimismo e palavras bonitas podem mudar vidas. E aí, pronto para mudar a sua?