CATEGORIA: Contos e Crônicas

Aqui não tem nenhuma princesa!

Tem garota que gosta de esperar o príncipe encantado né. Vive achando que a vida é um conto de fadas. Que no final tudo vai dar certo e que todos serão felizes para sempre.

Sinto dizer... Mas essas histórias que vemos em filmes NÃO EXISTEM. O seu príncipe não vai aparecer num cavalo branco. Muito menos vai correr atrás de você na chuva. Ele vai ser aquele cara bêbado que tá ficando com todas na balada. Vai ser aquele cara que fica com você e não te liga no dia seguinte. Vai ser aquele canalha que odiamos gostar.

Então porque agir como uma princesa? Uma princesa boazinha e meiga? Que espera seu príncipe quietinha em casa e que vai amá-lo pra sempre? Até porque um príncipe tem que ser muito encantado pra conseguir me impressionar tanto tempo assim.

Pois fiquem sabendo que a princesa aqui rasgou seu vestido longo e desistiu de esperar. Ela vai perder o sapatinho na balada mas não pra que algum príncipe a procure, e sim porque bebeu demais! Ela não vai amar ninguém pra sempre a não ser ela mesma. E se quiser que ela ao menos se importe com você, vai ter que correr muito atrás. Porque essa princesa está em fuga. Ela está fugindo dos seus sentimentos. Ela está fugindo do amor.

Escrito por Isabela Freitas

Isabela Freitas tem 25 anos, mineira, atualmente em São Paulo, mas vive mesmo no mundo da Lua. Gosta do número 7, amores de arrancar o coração, bichinhos de rua e músicas fofinhas. Ah, ela adora signos também. Sagitariana, teimosa, sincera, sonhadora, dramática e um pouco exagerada. Mas só um pouquinho. Autora dos livros "Não se apega, não" e "Não se iluda, não", e você pode comprá-los aqui. Juntos eles já venderam 500.000 exemplares e até hoje eu não acredito nisso.

Se apaixonar faz parte, desapegar é arte!

loca

Sabe aquela garota que há duas semanas atrás estava chorando e correndo atrás do ex namorado? Essa garota se cansou, jogou tudo pro ar e resolveu viver a vidinha dela. Foi ao shopping, comprou um vestido bem coladinho, um salto 15 (que dói mais quando pisar em alguém) e um perfume pra matar qualquer um. Ligou pras amigas e se jogou na balada. Bebeu todas, conheceu um monte de garotos novos, fez o que quis, disse o que sempre teve vontade e pela primeira vez foi ela mesma. Pela primeira vez não se preocupou com o que ele ia pensar. Não se preocupou com o que ninguém ia pensar! Chegou em casa e dormiu sem se lembrar dele pela primeira vez. E é aí que começa o desapego. Essa garota parou de entrar compulsivamente nas redes sociais dele, parou de mandar SMS todos os dias pra saber como ele estava, parou de ligar pra ele no meio da madrugada.. Ela simplesmente parou de se importar. Porque a única pessoa que importava nesse momento, era ela mesma.

Sabe aquela garota que há duas semanas atrás estava chorando e correndo atrás do ex namorado? Essa garota não existe mais. Ela virou uma mulher que tem amor próprio acima de tudo, que pensa nela antes de todos.

E sabe aquele garoto que fugia da ex namorada e dizia para todos que não aguentava mais aquela louca chata atrás dele? Ele percebeu a mulher que perdeu e agora tá correndo atrás.

Alguém avisa que é tarde demais?

Escrito por Isabela Freitas

Isabela Freitas tem 25 anos, mineira, atualmente em São Paulo, mas vive mesmo no mundo da Lua. Gosta do número 7, amores de arrancar o coração, bichinhos de rua e músicas fofinhas. Ah, ela adora signos também. Sagitariana, teimosa, sincera, sonhadora, dramática e um pouco exagerada. Mas só um pouquinho. Autora dos livros "Não se apega, não" e "Não se iluda, não", e você pode comprá-los aqui. Juntos eles já venderam 500.000 exemplares e até hoje eu não acredito nisso.