Banheiro Masculino: Redes sociais influenciam?

Banheiro Masculino é uma coluna onde quatro caras lindos, maravilhosos, charmosos (Oi?! Tá. Charmosos eles podem ser) dão suas opiniões (como se a gente se importasse, tá, talvez um pouco) sobre coisas da vida. Se você é daqueles que gosta de fofocar no banheiro, vem ler e fofocar com a gente.

CONHEÇA OS PARTICIPANTES:

Ygor Freitas : O mesmo da temporada passada do Banheiro. Gosto de surfar e sou pisciano. Amo andar de skate, curtir uma balada e sou Belieber, Directioner, Libriano, Lovatic e Capricorniano. Tento fazer uma bio legal para compensar o seguinte fato: a dona desse blog colocou todo mundo mais bonito que eu nessa coluna (sério, olha esses caras aqui embaixo). Escrevo aventuras no meu blog Improbabilidade Infinita (www.improbabilidadeinfinita.com.br), ofensas no meu Twitter (@YgorFremo) e finjo ter uma vida adorável no meu Instagram (fremoygor).
Gabriel Moraes: Oi gente, meu nome é Gabriel Moraes, tenho 21 anos, queen bee, sou taurino e estudante de Ciencias Politicas. Amo moda, música e vivo para o entretenimento, tanto que tenho um reality show no snapchat (MoraesGabriel). Sou o primeiro a falar o que penso, mesmo que não tenha pensado tanto assim antes de falar. Sou para-raio de amigos carentes, não sei o problema deles, só sei que o que eles tem em comum sou eu. Nunca quis ser um bom exemplo, sempre preferi me divertir. Não me venham com vinagre porque aqui a salada é de fruta. Siga no Twitter, e no Instagram @MoraesGabriel.
Bruno Monteiro: Me chamo Bruno Q Monteiro, sou carioca, publicitário, tenho 27 anos, leonino, ex-lutador, atualmente quase um monge budista e coloco minhas idéias pra fora na página: www.facebook.com/seufavorito. Mato e morro por meus amigos, sou fiel à eles como um mafioso siciliano e não aceito que alguém tenha o comportamento diferente disto. Fidelidade é algo sagrado na máfia também nos relacionamentos com a mulher. Mantenha um extremo respeito com a mulher e principalmente como ela deve ser tratada e muito bem amada! FIDELIDADE, HONRA E FÉ SÃO OS MAIORES VALORES DE UM HOMEM.
Marcelo Teles: Meu nome é Marcelo Teles, sou mineiro de Juiz de Fora, estudante de Direito e Psicologia, tenho 23 anos, escorpiano, solteiro, apaixonado por música e vascaíno sofredor. Sou chato, metido, prepotente e meio cafajeste mas, tirando isso, sou muito sociável e bem humorado! Espero que se divirtam! www,.facebook.com/marcelotelesr, instagram.com/marcelotelesr

1- O que mais te incomoda no comportamento das pessoas em redes sociais?

Ygor Freitas: Hoje em dia o Facebook é um lugar insuportável. Faz o teste, entra aí agora e olha a sua timeline: vai ter uns 5 arrombados compartilhando alguma notícia ruim, uns outros 3 comentando algo superficial de política (possivelmente reclamando de "Coxinha" ou "Petralha"), mais 2 dando indiretas e possivelmente alguma coisa de Chapolin Sincero. Parece que as pessoas entram em rede social hoje pra se estressar. Tipo, calma gente. Internet são só umas letrinhas na tela. Mais insuportável que isso tudo só os snaps do Leonardo Mion.
Gabriel Moraes: Duas coisas: compartilhamento de desgraça eu não suporto, eu odeio abrir a porra do facebook e me deparar com uma foto de alguém morto ou torturado ou que tá passando fome. Porque tem dia que a gente ta de tpm e tudo faz a gente ficar triste. Eu gosto de ver coisa bonita, joias, Kardashians. E eu ODEIO videos "engraçados" de whatsapp, tipo de travesti com o piru saindo pela saia, ou da velhinha cantando pelada no chuveiro da varanda. Tipo, eu acho todos esses videos uma merrrrrda e eu não respondo nem um "hahaha" quando me mandam. Não consigo ser falso virtualmente, só pessoalmente.
Bruno Monteiro: O ódio, sem dúvidas! As pessoas estão cada vez mais irritadas com tudo e indignadas com qualquer coisa. Perderam aquela percepção de que as coisas se resolvem com jeito e com uma conversa além de entender que nem sempre a visão delas é a correta, sei lá, um pouco de senso de humanidade também não se tem mais, cada vez se vê mais coisas repugnantes como racismo, machismo, coisas que, nessa altura do tempo, já eram pra estar extintas... mas as redes sociais deixam cada vez mais claro que não estão.
Marcelo Teles: Com toda a certeza do mundo o que mais me incomoda na internet são as indiretas que "certas pessoas" mandam no perfil (HAHAHAHA! "certas pessoas"). Galera, sejam menAs, por favor! Tá com raivinha, ciúme, inveja de alguém? Vai arrumar alguma coisa pra fazer que passa isso tudo! Outra coisa que me irrita são os """intelectuais""" da política que postam opinião A ou B e ficam fazendo textos de 57 linhas (que ninguém lê) pra defender seus pontos de vista (que ninguém tá nem aí pra ele).

2- A rede social da mina é relevante na hora de você decidir se investe ou não?

Ygor Freitas: Com certeza. O Facebook, Twitter e Instagram servem para você fazer aquele levantamento investigativo da pessoa. Já conheci uma menina muito bacana numa festa, fui dar aquela pesquisadinha no dia seguinte e a primeira postagem que vi foi "COMPREI UMA BRUZINHA TOP HOJE ;)" e tinham umas fotos em espelho de academia com legenda do Charlie Brown Jr. Daí o sonho acabou.
Gabriel Moraes: COM CERTEZA. Eu quando tô interessado em alguém reviro a vida virtual da pessoa inteira. C.S.I Gabriel Mo. Principalmente os amigos em comum, as fotos e as curtidas... Ou seja, basicamente tudo. Por isso eu sempre ando apagando coisas antigas minhas, sempre tem aquela foto que aquela piranha da sua prima do interior te marcou e você ta giga ou aquele post que vc fez e um amigo queimou seu filme.
Bruno Monteiro: A gente sempre dá um passeio né? custa nada! rs Mas não pra julgar ou tirar conclusões e sim pra saber de gostos compatíveis ou incompatíveis, trejeitos que podem agradar ou desagradar em caso de casal e por ai vai, como disse acima: cada um, cada um.
Marcelo Teles: Demaaaaais! Se ela posta foto de biquini, quase pelada com trechos de Clarice Lispector ou Caio Fernandes de Abreu, por exemplo, já era! Citações como "Solteira sim, sozinha nunca", "Beijinho no ombro pras recalcadas" também me deixaria desanimado... Hahahaha

3- Conte uma história ou simplesmente fale algo sobre o tema :P

Ygor Freitas: As redes sociais despertam o pior nas pessoas. Uma vez, lá em meados de 2012 no Facebook, eu comentei que achava Los Hermanos uma bosta. Simples assim. Isabela Freitas minha princesa de Jeová, se eu te falar que veio um sujeito mandar 30 PARÁGRAFOS pra brigar comigo você acredita? Eu simplesmente não respondi (tá vendo) e o cara mandou mensagens por um mês inteiro. Eu sequer conhecia o cara e um dia do nada o perfil dele sumiu. Deve ter me bloqueado. Até hoje eu ando na rua olhando pros lados pra ver se algum cara com camisa do Los Hermanos tá me seguindo com um canivete.
Gabriel Moraes: Uma observação: de uns tempos pra cá eu observei que meus amigos tem má vontade de dar like nas fotos dos outros no instagram, e eu sempre acho que eles devem achar que o like deles vale muito... Gente, libera essa porra desse like! Eu curto todas as porras de fotos que eu vejo, até quando eu stalkeio os outros que eu não sigo (que eu não conheço, né ahahha ). Acho mesquinho segurar like, seu like não vale um centavo gatx.
Bruno Monteiro: Toda, absolutamente toda menina que eu começo a ficar que não sabe da minha vida na net (tanto o Adorável Cafajeste, como minhas colunas em outros portais, BM, ou minha participação em livros de contos...) , ao pesquisar meu facebook acham que eu sou o maior fdp da terra porquê eu tô sempre rodeado de mulheres, os comentários no meu facebook está sempre cheio de meninas e por ai vai... O caso é que eu sempre tive mais afinidade com meninas, não que eu seja um santo e nunca tenha ficado com nenhuma delas, já sim (graças a Deus ? ) , mas existe um máximo respeito na amizade minha com qualquer menina que me confie amizade, seja na amizade pessoal ou até naquelas que a gente faz na net vinda de todos esses portais. O julgamento antecipado acaba meio que dando uma visão errada de que, namorando, eu daria um trabalho que eu não dou, namorando eu sou o cara mais de boa do mundo, por isso que isso raramente acontece, eu gosto de conhecer bastante a pessoa antes de namorar, a maioria das minhas namoradas passadas tem uma participação antes de ser namorada na minha vida. Por isso, meninxs, cuidado com os julgamentos, procure conhecer mais, conversar, bater papo, deixar rolar até quando você achar que deve, nem sempre a rede social da pessoa passa uma ideia exata do que a pessoa é de verdade.
Marcelo Teles: Não tenho nenhuma história relevante pra contar sobre o tema, só não façam essas coisas que eu citei nas respostas acima, por favor! Hahahaha! E não enviem nudes tb, bjos!

E aí? Gostaram das respostas? Comentem! Nós vamos responder vocês nos comentários. E ah, se você é homem, e gostaria de fazer parte do Banheiro Masculino, comente respondendo as perguntas. Estou a procura de novos integrantes.

Os comentários desta coluna são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da autora do blog.

Escrito por Isabela Freitas

Isabela Freitas tem 25 anos, mineira, atualmente em São Paulo, mas vive mesmo no mundo da Lua. Gosta do número 7, amores de arrancar o coração, bichinhos de rua e músicas fofinhas. Ah, ela adora signos também. Sagitariana, teimosa, sincera, sonhadora, dramática e um pouco exagerada. Mas só um pouquinho. Autora dos livros "Não se apega, não" e "Não se iluda, não", e você pode comprá-los aqui. Juntos eles já venderam 500.000 exemplares e até hoje eu não acredito nisso.