Tempo ao tempo

Contos e Crônicas

tempo

Se logo de cara eu lhe fizesse uma pergunta sobre seu primeiro amor, o que você me responderia? Ou melhor, sobre sua primeira decepção amorosa. Vai lá, quero detalhes sobre sentimentos e lembranças.

Aposto que você soltaria um “ah, nem me lembro, faz tanto tempo”. Ou talvez me diga que foi coisa de criança e que justamente por ter acontecido há anos atrás, você nem se recorda mais. Um dia desses ouvi uma amiga dizendo que não saberia viver sem seu atual companheiro, caso eles se separassem. Disse que fazer o caminho de volta para casa sozinha, seria doloroso. Que dormir em uma cama gigante com apenas um lado dela ocupado, a deixaria em carne viva. E adivinhe o que aconteceu? Ela terminou. De repente estavam se estranhando, brigando, e mais que do que de repente não estavam se suportando mais. Por motivo de força maior, sem mágoas, despediram-se e cada um seguiu seu próprio caminho. Sem melodrama. Sem ser a atriz principal de uma novela mexicana. Fim.

Todo fim dói e esse processo de cura parece insuportavelmente demorado. Mas depois do pontapé inicial tudo fica mais fácil, eu prometo. Uma vida nova surge a sua frente, e você no tanto de coisa boa que estava deixando para lá. E aí percebe que seus amigos ainda contam ótimas piadas, e que as festas daquela boate da sua cidade não são tão ruins assim. Você se permite, entende?

Quando um relacionamento está definhando, parece que o fundo do poço nunca chega. A gente continua caindo, caindo, caindo e se machucando cada vez mais. Até perceber que o fundo do poço quem determina somos nós. E a escada que vai nos levar ao topo novamente, somos nós quem construímos. A vida é uma questão de escolhas. É aquele velho clichê que diz que a gente deve dar tempo ao tempo. Tempo para sofrer, tempo para se recompor e tempo para viver novamente. A vida acontece quando se vive de verdade.

E aí você vai dando tempo e de repente se pega acreditando de novo. Você nota que a vida é maravilhosa demais, e se sente feliz só por acordar para mais um dia. Percebe que as pessoas são únicas, e se sente tomada por uma vontade inexplicável de conhecer todas elas. Saber suas histórias. Seus desejos. Seus anseios. Seus amores…

Seja para nos fazer feliz ou nos fazer crescer. Todo mundo que passa pela nossa vida, passa com algum propósito. E cabe a nós receber cada lição como única. E seguir aprendendo. Acreditando. Sorrindo. Dando tempo ao tempo. E vivendo. Seguindo sempre em frente.

Raiane Ribeiro

Raiane Ribeiro, 20 anos, publicitária em formação, ariana cabeça dura e totalmente extremista. Criou o lema "chora e não me liga" para o blog e acabou adotando para a vida. Escreve sobre relacionamentos no www.blogdaraiane.com e desfruta do seu tempo livre no @RaianeRibeiroo.

Onde comprar cases e mais algumas coisinhas utéis pro seu smartphone

Dicas, Listas, Publicidade

Quem me acompanha há mais tempo sabe que eu adoro comprar eletrônicos, e acessórios para os mesmos (tanto é que tenho smartphone, tablet, notebook, e o que mais inventarem por aí to comprando!). Nada me deixa mais feliz do que um aparelho novo, ou uma capinha nova pro meu iPhone.

Com isso eu acabo sempre pesquisando muito sites confiáveis, e que tenham produtos bons, em preços bacanas pra poder comprar online (sou viciada em compras online =(). E minha loja preferida para esses artigos é a Mega Formiga. 

Não é a primeira vez que falo deles aqui, né? Nesse mês decidi fazer uma wishlits das coisinhas que eu quero comprar lá na loja deles. Quem sabe não ajudo vocês, dou ideias legais, e vocês até compram igual? Haha 

Selecionei primeiro os acessórios que eu mais gostei da lojinha, olha só:

montgmf1

1- Capa estilo carteira para Galaxy: eu já tive uma capa dessas quando tinha meu iPhone 3gs, mas ela não era tão linda quanto essa. Nessas horas que eu queria ter um Galaxy só pra poder comprar essa capinha. Compre ela aqui por R$29,90.

2- Teclado bluetooth para iPad: esse é meu sonho de consumo! Sou louca pra ter um teclado desses, porque o teclado do iPad me dá muito nervoso quando escrevo coisas demais, sabe? Quanto a gente tá numa conversa mais profunda, ou até escrevendo aqui pro blog. O teclado é essencial! E eu achei o preço desse bacana, ele está R$99,90 e você pode comprar ele aqui.

3- Braçadeira esportiva para iPhone:  eu pre-ci-so disso. Tipo, pra ontem. Porque eu adoro correr, mas correr sem música é um saco, e correr segurando o iPhone, ou colocando ele no peito (já fiz isso), é horrível! Então essa braçadeira vai me salvar do tédio, e salvar meu iPhone de espatifar no chão hehe. Compre ela aqui por R$29,90.

4- Headphone rosa: sou louca pra ter um fone desses grandes rosa pra usar pra malhar, correr, enfim. No começo dessa modinha eu tinha um pouco de receio, vergonha, sei lá. Mas agora eu acho super estiloso, alguém me dá um? :( Você pode comprar ele aqui por R$ 59,90.

5- Cabo dourado pra carregar iPhone: ai-meu-deus. Que coisa mais linda! Eu não sei como, mas meus fios usb duram no máximo dois meses, então quando esse meu acabar já até sei qual vou comprar… Você pode comprar ele aqui por R$29,90.

6- Capa com bateria extra: pros viciados isso é mais do que necessário né. Nada como sair de casa sem medo de ficar sem bateria! Compre aqui por R$59,90.

7- Película protetora anti-shock: Uma conhecida minha me disse que deixou o celular cair de uma escada rolante e ele não quebrou, só teve um furinho na película. Ela protegeu durante a queda, fiquei CHO-CA-DA. Eu preciso MUITO. Já trinquei meu iPhone tantas vezes que meu coração nem aguenta mais. Compre ela aqui por R$19,90.

8- Pen Drive Minion: preciso dizer? PRECISO? UM PEN DRIVE DE MINION *__* MINIONS *____*. Você pode comprar ele aqui por R$29,90.

9- Carregador pra carro: gente, isso deveria vir junto com o celular, porque sério, não tem nada que faça mais falta. Carregar o celular enquanto você viaja, ou está no trânsito, enfim, carregar o celular no carro é um luxo que eu PRECISO ter haha. Achei o preço bem bacana, você pode comprar ele aqui por R$29,90.

 

❤ Esses foram meus desejos relacionados a UTILIDADE…  Agora vou mostrar meus desejos de fofurice pra vocês! Selecionei as 9 capinhas mais lindas/diferentes/e que me chamaram a atenção do Mega Formiga. Vamos ver?

montgmf2

1- Capa de cristais Swarovski: R$42,90

2- Capa Rolling Stones (amooooooooooo!): R$19,90

3- Capa Sapatinho (ele vem com dois cadarços diferentes <3): R$32,90

4- Capa anti-quedas SPECK (aqui na minha cidade essas capinhas são 100 reais no mínimo, amei o preço dessa!): R$31,90

5- Capa Marc Jacobs (pra mim essa é a capinha mais linda do MUNDO): R$29,90

6- Capa de cristais Swarovski (ameiiiii essa também!!!): R$42,90

7- Capa Marc Jacobs (OUTRA FOFURA!!! *__*): R$29,90

8- Capa de rendinha e peróla: R$19,90

9- Capa de silicone Panda (MEU DEUS DO CEU EU TO MORRENDO)R$32,90

❤ Gostaram? Podem me presentear com qualquer um dos itens da listinha, nem vou ligar viu? Hehe! 

Isabela Freitas

Isabela Freitas é escritora, blogueira, e exagerada. Louca por histórias de amor, desenhos animados, e bichinhos de rua. Prega o desapego às coisas que não lhe fazem bem, e acredita que o otimismo e palavras bonitas podem mudar vidas. E aí, pronto para mudar a sua?

Idiota

Contos e Crônicas

large-107

Status: morrendo de raiva de mim mesma. Como fui tão burra? Eu te amava sabia?! Agora estou aqui, voltando pra minha casa, pro meu mundo, tentando entender como pude acreditar em você, na nossa história. Como pude fazer todas as tuas vontades?! QUE RAIVA!

Poxa, cara, eu me entreguei de verdade e muito além do corpo. Doei de bandeja a minha alma, minhas manias e meus segredos, ou seja tudo o que realmente importa. Fui sua. Sua, idiota! Fui sua idiota.

Eu cheguei a alertar para o risco que você corria ao me perder. Ainda tive a compaixão de te avisar, pois sabia que, no fundo, você sempre precisaria de mim. Um cara frágil, covarde, que sempre dependeu da mãe pra tudo, dos amigos para se sentir forte, do espelho para se autoafirmar. E eu, burra, tentei resgatá-lo, abrir o mundo, ensinar que a vida é muito maior que o teu quarto. Burra, burra, burra.

Mas é assim, a gente se apaixona por caras errados também. Insiste, porque não consegue se enxergar longe. E eu não sei ser diferente. Não sei me entregar pela metade. Cometo meus erros, mas só assim me sinto honesta comigo mesma.

Eu me encantei por esse jeito moleque, aquela vibe gostosa, uma certa liberdade de viver, de saborear as horas de uma forma intensa. Uma delícia indigesta. Mas o descompromisso cobra caro quando você cresce. E uma hora a gente precisa crescer. Mesmo que seja sozinha.

Não tem como dar certo quando você planeja por dois, ama por dois. Minha preocupação sempre foi plural e o teu egoísmo, singular. Te liga, cara, você não vai a lugar nenhum desse jeito. Aprende que a vida é muito mais do que quebrar corações por aí. Sei que não fui a primeira e nem a última a tropeçar no teu sorriso, mas uma hora você vai querer tudo aquilo que um dia ignorou.

E se quer mesmo saber, o único idiota aqui é você. Que não soube valorizar o que tinha. Já eu? Aprendi a cair, me levantar, e continuar vivendo. E que a vida é muito mais do que sofrer por alguém que não dá a mínima. 

Jornalista e escritor, mas acima de tudo um observador da vida e das relações humanas. Sempre fui o consultor sentimental da galera. Hoje, essas histórias viraram textos. Me divirto e aprendo a cada dia como o amor pode ser complexo.

Conte sua História: Minha aparência me incomoda muito

Conte Sua História
 
csh
 
Oi Isa. Sou a D. tenho 18 anos. Eu preciso desabafar, na verdade isso é um pedido de ajuda. A alguns anos atrás quando entrei no ensino médio comecei a me sentir mal, na verdade não me sentia bem comigo mesma diante de algumas situações. Eu sempre fui magra, mas antes isso não importava. A maioria das minhas amigas sempre foi daquelas que tinham corpo, sabe? Foi quando eu comecei o ensino médio que comecei a reparar mais em mim, e no meu corpo. Na verdade criei uma cobrança. Via os garotos comentando bem delas, e quando eles falavam de mim era só pra me zoar. Olhava no espelho e não gostava de me ver magra.  E isso a cada dia que passava me magoava mais, como é que as pessoas podem ser más assim, falam da boca pra fora, debocham da sua cara, criam situações onde te fazem de piada… Acho que eles não pensam antes de falar, se isso irá me fazer mal, se me incomoda. Na verdade será que eles pensam? Fazer uma pessoa a graça da turma faz eles se sentirem melhores? Como pode? Quem é que pode gostar disso? A felicidade do momento deles é rirem de mim? Eles até que podiam não fazer isso por mal. Mas doía ouvir aquelas risadas, e elas ainda não foram esquecidas. Lembro daquilo tudo como se fosse hoje. Então aquela cobrança só aumentava, eu podia fazer academia, e resolver esse problema. Eu não seria mais a piada. Mas e eu, como ficaria? Fazer alguma coisa para os outros me faria bem? Não era o que eu queria. E aí me cobrava mais uma vez, será que alguém iria gostar de mim? Mesmo que eu fosse a piada do grupo? Assim eu criei um sentimento de angústia dentro de mim. Penso que não tenho capacidade de fazer nada, ou que tudo que eu fizer vai ser motivo de piada. Me privei de conviver com as pessoas, o que foi outro motivo de piada. Eu não falava com todo mundo, e tinha que ouvir "que fiz voto de silêncio" ou "que o gato comeu minha língua", ou até "será que ela sabe falar"? Me afastei dos amigos, deixei tudo de lado, abandonei minha vaidade. Não gosto de sair de casa pra não ter que ver as pessoas olhando para mim. Pode ser que elas  nem estejam reparando em mim, mas eu penso que estão, e que elas vão rir. Tudo isso me faz mal, tenho tantos planos, sonhos e algo me impede de fazê-los. Eu quero muito dar a volta por cima, ver que tudo isso vai me trazer um aprendizado, afinal a arte da vida é isso, aprender mesmo que isso te machuque. Mas não tenho força pra dar o primeiro passo, alguma coisa me prende. As vezes penso positivo, mas logo tudo desaba ao lembrar do passado. Todo esse sentimento doí. Doí muito. Enfim precisava contar isso pra alguém, se ler, obrigada!

Isabela Freitas

Isabela Freitas é escritora, blogueira, e exagerada. Louca por histórias de amor, desenhos animados, e bichinhos de rua. Prega o desapego às coisas que não lhe fazem bem, e acredita que o otimismo e palavras bonitas podem mudar vidas. E aí, pronto para mudar a sua?