Em meio as nuvens

Contos e Crônicas

large-241

Escute enquanto lê:

Há algumas horas desembarquei do avião que veio de Salvador para o Rio de Janeiro, meus ouvidos ainda estão com um pouco de pressão devido ao voo, e eu ainda estou meio que caminhando em nuvens, desculpem o trocadilho. Sabe, quando quis me tornar uma escritora eu nunca visei a fama. Na real a fama nunca foi vista por mim como algo a se alcançar, tanto é que sempre que percebo que alguma faz de tudo para ficar famosa, já pego birra. Coisa boba, eu sei. Mas não gosto de gente ''aparecida'', se é que vocês me entendem.

Quando comecei a escrever em diários em meados dos anos 2000, eu apenas queria dar vida aos meus sentimentos. Sabe aquela coisinha que fica presa no fundo da sua garganta? Então. Eu escrevo sobre essas coisinhas. Pequenos blocos de gelo que esfriam nosso estômago. Fios de pensamentos que ganham vida no papel, e somente ali (?). Talvez. A verdade é que eu nunca gostei de falar de sentimentos, não dos meus. Guardava-os a sete chaves, debaixo de grossas muralhas, e portões de ferro. Porque sentimentos nos deixam mais vulneráveis que uma fina camada de gelo, e eu sempre gostei de ser iceberg – que se derrete, mas depois de muito esforço.

A partir do momento em que dei vida ao que sentia, e me permiti sentir um pouco nas páginas em branco, percebi que todo o tempo que não escrevia, era um tempo perdido. As palavras trouxeram um novo sentido para minha vida, a partir delas eu me conheci, e me permiti sentir. Aprendi e conheci um pouco sobre todos os sentimentos que antes eram vagos, nublados. Dei nome a todos eles, guardei em potinhos etiquetados, e pus em minhas estantes de ''coisas para sentir em dias frios''. 

O tempo passou, e eu continuei escrevendo. Mesmo que ninguém fosse ler o que eu escrevia, aquilo fazia diferença na minha vida. Era esse o meu próposito ao escrever, fazer a diferença. Sabe aquela frase que o Gus diz em "A Culpa é das Estrelas''? Que ele tem medo do esquecimento? Eu também tenho. Sempre sonhei em deixar minha marca nesse mundo de alguma forma. Queria mudar um pouquinho as coisas por aqui.

Recentemente perdi meu avô, e doeu demais. A frase que me foi dita no telefone por minha mãe ecoa na minha cabeça até agora… "O vô morreu''. Meus olhos provavelmente sempre irão marejar em lágrimas ao me lembrar do meu avô, e eu nunca vou esquecer do semblante de serenidade que ele estava quando lhe dei um último beijo. A morte assombrou minha vida nesse último mês, e me fez refletir muito. Meu vô sempre foi de família humilde, sabe, aquelas famílias de roça com um monte de filhos. Ele não inventou o iPhone, nem foi capa da revista Forbes. Ele não era famoso, ou rico demais. Mas ainda assim ele deixou sua marca nesse mundo. Quem conheceu meu avô, nunca vai esquecê-lo. Era um homem de profundo conhecimento, sempre com uma história para contar na ponta da língua. Desde uma planta rara nos arredores da Amazônia, a uma aventura em que ele caçava um coelho com os amigos. O meu vô viveu plena e intensamente seus 89 anos de vida. Deixou sua marca por todas as partes, em vários corações. Para minha vó, ele será lembrado como o amor da sua vida. Eles fariam 60 anos juntos no fim do ano. Aliás, eles farão 60 anos juntos. Para seus filhos, minha mãe e meu tio, ele sempre lembrado como um pai que deu tudo de si, mesmo que não tivesse o que dar. Para mim, uma de suas netas, ele sempre será lembrado sempre como meu avô que me mimou e me criou como se fosse sua filha. Me acompanhou em viagens a praia, apresentações de balé, e recentemente no primeiro lançamento do meu livro. Sim, apesar do câncer, em Julho desse ano meu avô foi me ver lançando meu livro em Juiz de Fora. Foi emocionante, e ele disse para minha mãe as seguintes palavras "Ainda bem que eu vim. O que eu vi hoje aqui eu nunca vi igual, e acho que nunca mais verei''. Então perdoem o texto enorme, e todas as emoções misturadas, mas sempre que faço um lançamento em uma cidade diferente, me lembro dele, e no quanto ele se orgulharia de tudo isso. Do quanto ele se orgulha me olhando lá de cima.

Porque meu avô deixou sua marca nesse mundo, todos que o conheciam tem uma história para contar quando se menciona o nome dele. E era isso que eu queria, deixar minha marca. Nem que fosse em diários mal escritos, ou meu nome escrito na casca de uma árvore velha. A verdade é que nós podemos mudar o mundo, sim. Besteira quando dizem o contrário, ou que você sozinho não pode mudar nada. O pouco que você muda, já faz toda a diferença. Quando escrevi meu livro, não pensei que fosse servir de inspiração para tantas pessoas. Durante meu tour pelas cidades do Nordeste (Fortaleza, Recife, e Salvador), eu ouvi as mais diversas reações. "Me inspiro em você, também quero ser escritora'', "Faço Direito, mas queria fazer Jornalismo igual a você'', "Você me ajudou a me amar", "Superei um relacionamento ruim por causa das suas palavras'', e toda vez que escutava isso, segurava um pouquinho do choro. Eu tinha mudado – por menor que fosse a mudança – a vida das pessoas. Eu, eu, uma menina (as vezes mulher) de 23 anos de idade que não consegue escolher uma comida no cardápio de um restaurante sem pedir a opinião de alguém. E eu soube que estava no caminho certo. Começava agora a minha marca nesse mundo. Eu não qual marca você pretende deixar para trás, mas eu quero deixar somente coisas boas. 

Do Nordeste eu tenho uma coisa a dizer, já sinto saudades. Saudade do abraço apertado, da gritaria, do carinho, do sotaque cantadinho, do beijo, do cheiro, de tudo. Obrigada as 300 pessoas que foram me ver em Fortaleza, as 300 pessoas que foram em Recife, e as 150 de Salvador. Eu estou apaixonada por vocês, e se eu mudei um pouquinho a vida de vocês, saibam que vocês mudaram a minha também.

E eu não tenho dúvidas, as palavras podem mudar a vida de qualquer pessoa. Fiquei uma hora escrevendo esse texto, e em meio a lágrimas, e alguns sorrisos, o meu ouvido voltou ao normal. Vou descansar um pouco esses dias no Rio de Janeiro, porque quinta-feira viajo para conhecer o Sul do país. Viajo para conhecer mais corações por aí. 

Sonhem. Porque sonhar não custa nada, e quando sonhos se realizam, você não precisa nem pegar um avião para estar em meio as nuvens. 

Isabela Freitas

Isabela Freitas é escritora, blogueira, e exagerada. Louca por histórias de amor, desenhos animados, e bichinhos de rua. Prega o desapego às coisas que não lhe fazem bem, e acredita que o otimismo e palavras bonitas podem mudar vidas. E aí, pronto para mudar a sua?

5 coisas que você precisa saber sobre sua primeira vez

10 coisas

primeiravez

 

1- Não existe hora certa: não vá na cabeça de quem diz que você “deve esperar o momento certo”. O momento certo é quando você sentir vontade, e estiver preparada para isso. Planejar tudo em sua cabeça, e querer que seja tudo perfeito, pode causar frustração. Sexo é algo normal, e deve ser tratado assim. Normal. Sem tabus.

 

2- Você precisa conhecer o próprio corpo: se masturbar não é feio, não é crime, e você não deve ter vergonha disso. Toque o seu corpo, conheça-o. Só assim você vai aprender quais seus pontos de prazer, e vai conseguir obter maior prazer quando partir para o sexo. E ah, não se preocupe, masturbação não rompe o hímen, viu?

 

3- Não tenha medo da dor: vai dizer, todas suas amigas experientes sempre falam que dói demais. Estou mentindo? Pois então, aqui vai uma dica: quanto mais você pensar que vai doer, e mais medo tiver, pior será. Você tem que estar tranquila, relaxada, segura. Assim você poderá ter uma experiência maravilhosa, e sem dor. Vai por mim! 

 

4- Sua primeira vez deve ser com alguém que você confia: você precisa estar com alguém que inspire segurança, confiança, carinho. Assim a sua primeira vez será mais que uma só noite de prazer, e entrará para o campo das boas memórias.

 

5- Se proteja, use camisinha: sexo sem camisinha não pode, sabe disso né? Além de prevenir uma gravidez indesejada, a camisinha também previne que você contraia alguma doença sexualmente transmissível! Sem camisinha não dá!

 

Esse post faz parte de uma série de posts chamados de "Momentos Inesquecíveis'', vamos participar lá no instagram? Poste uma foto com a hashtag #temqueserincrivel, vou estar curtindo as melhores e elas vão aparecer na página da MTV também!

Isabela Freitas

Isabela Freitas é escritora, blogueira, e exagerada. Louca por histórias de amor, desenhos animados, e bichinhos de rua. Prega o desapego às coisas que não lhe fazem bem, e acredita que o otimismo e palavras bonitas podem mudar vidas. E aí, pronto para mudar a sua?

Banheiro Masculino: Canalhice

Banheiro Masculino

Hoje é a vez deles! Eles vão responder se são mesmo canalhas, ou se é só lenda…

banheiro-masculino

Conheça os participantes:

ygorYgor Freitas O mesmo da temporada passada do Banheiro. Gosto de surfar e sou pisciano. Amo andar de skate, curtir uma balada e sou Belieber, Directioner, Libriano, Lovatic e Capricorniano. Tento fazer uma bio legal para compensar o seguinte fato: a dona desse blog colocou todo mundo mais bonito que eu nessa coluna (sério, olha esses caras aqui embaixo). Escrevo aventuras no Improbabilidade Infinita, ofensas no meu Twitter e finjo ter uma vida adorável no meu Instagram e Facebook.

 

 

1391638_10201795200436701_4264263061236100155_nOi gente, meu nome é Gabriel Moraes, tenho 21 anos, sou taurino e estudante de Ciencias Politicas. Amo moda, música e vivo para o entretenimento, tanto que tenho um reality show no snapchat (MoraesGabriel). Sou o primeiro a falar o que penso, mesmo que não tenha pensado tanto assim antes de falar. Sou para-raio de amigos carentes, não sei o problema deles, só sei que o que eles tem em comum sou eu. Nunca quis ser um bom exemplo, sempre preferi me divertir. Não me venham com vinagre porque aqui a salada é de fruta. Siga no Twitter, e no instagram @MoraesGabriel.

 

10703631_591173881008072_6674546043336748237_nMe chamo Bruno Q Monteiro, sou carioca, publicitário, tenho 27 anos, leonino, ex-lutador, atualmente quase um monge budista e coloco minhas idéias pra fora na página: facebook.com/seufavoritoMato e morro por meus amigos, sou fiel à eles como um mafioso siciliano e não aceito que alguém tenha o comportamento diferente disto. Fidelidade é algo sagrado na máfia também nos relacionamentos com a mulher. Mantenha um extremo respeito com a mulher e principalmente como ela deve ser tratada e muito bem amada! FIDELIDADE, HONRA E FÉ SÃO OS MAIORES VALORES DE UM HOMEM.

 

10703569_10154701538300472_8531739373441092655_nMeu nome é Leonardo Bacci, Leo para os íntimos e Lele para as intimas, 23 anos, paulista, estudante de publicidade e campeão de inscrições mal sucedidas em academias. Já gaguejei com garotas, já dei risada até perder o ar, já me apaixonei e já me arrependi do que não fiz. Sou muito bom em me dar mal, mas me ferro e me divirto nessa vida, vida essa que divido um pouco no meu "canal" www.youtube.com/bomdialeo ou no meu Twitter @bomdialeo. Bom vou parando por aqui, aliás do que adianta me descrever se me conhecer pode ser bem melhor? Beijo no ombro e desejo a todas inimigas vida longa.

 

10665761_724545777611814_1171496082479506930_n

Meu nome é Marcelo Teles, sou mineiro de Juiz de Fora, estudante de Direito e Psicologia, tenho 23 anos, escorpiano, solteiro, apaixonado por música e vascaíno sofredor. Sou chato, metido, prepotente e meio cafajeste mas, tirando isso, sou muito sociável e bem humorado! Espero que se divirtam! facebook.com/marcelotelesrinstagram.com/marcelotelesr.

 

 

10342796_579816075479559_162344521210788457_nOlá, meu nome é Gustavo Stockler, tenho 26 anos (embora a cara de adolescente não afirme isso), sou de libra e como todo bom libriano, sou sonhador, e isso me fez desistir da faculdade e de um emprego em banco para me tornar fotógrafo, e hoje, faço videos para internet no canal www.youtube.com/nomegusta (o que não me faz muito normal). Sou apaixonado por fotografia, música, sorrisos, por-do-sol e parênteses (acho que perceberam), e não sei lidar com pessoas mal-humoradas, sorrir é tão mais simples.

 

 

10703717_728960257172251_8642135001447295513_nOiiii!!! Meu nome é Bruno Guedes, tenho 20 anos, sou pisciano, estudante de Publicidade e moro no Rio de Janeiro. Dizem por aí que eu moro na praia mas é mentira ok?! Sou um amante da natureza e AMO praia!!!! Além disso sou estudante de teatro e apaixonado por arte. Nas horas vagas gosto de fazer uns cliques das minhas aventuras e vocês podem acompanhar tudo no meu instagram (instagram.com/brunoguuedes) e no meu twitter (twitter.com/brunoguuedes)

 

 

 

large-17

 

1- Qual foi a maior ''canalhice'' que você já fez com alguém?

ygorYgor Freitas Certa vez eu estava investindo em uma menina. Só que acabei descobrindo que ela tinha uns problemas psiquiátricos FORTES e fui tentando abortar a missão aos poucos. Um dia ela ligou pro meu celular enquanto eu estava na rua. Eu olhei quem era e desliguei. Aí adivinha quem estava andando atrás de mim? Isso mesmo. Sei que ela só falou um "não esperava que você fosse esse tipo de pessoa". Por um tico eu não respondi "E TU QUE É LOUCA?" e saí correndo.

 

 

1391638_10201795200436701_4264263061236100155_nGabriel Moraes Nunca uso desses artificios, não lembro de muitas. Mas tinha um menino da minha faculdade que eu tinha pavor dele, e nós tinhamos um amigo em comum que me contou que esse menino tinha terminado o namoro porque tinha sido chifrado horrores. Um belo dia no chat do grupo da sala (no facebook), esse palhaço me da uma indireta ridicula (sendo que naquele dia eu tava virado no samuray) ja mandei um "CALA A BOCA SEU CORNO NAO SEI O QUE É MAIOR SEU CHIFRE OU A SUA LINGUA" e ficou aquela torta de climão no grupo, nunca mais nos falamos, herdei nosso amigo incomum (que me odiou por alguns dias) e eu nunca me arrependi.

 

10703631_591173881008072_6674546043336748237_n Bruno Monteiro Mantive uma moça em 'banho maria' por muito tempo com palavras doces e atitudes mais ainda, só pra tê-la por perto… mesmo não me vendo junto a ela, mesmo não gostando tanto assim pra dar tudo que eu prometi naquele momento.

 

 

 

10703569_10154701538300472_8531739373441092655_nLeonardo Bacci Eu já namorei 2 meninas ao mesmo tempo durante 1 ano e pouco.

 

 

 

 

 

10665761_724545777611814_1171496082479506930_n

Marcelo Teles Uma das maiores canalhices da minha vida que pode ser publicada (hahahaha) tem a participação da dona deste blog (pois é, ela tem uma mente maligna…)! Resolvi que queria ficar com uma caloura na faculdade de todo jeito, porém, ela tinha namorado. Papo vai, papo vem, ela terminou com o cara pra poder ficar comigo e voltou pra ele uma semana depois (o que se repetiu muitas vezes) e com isso me deixou bem puto (e querendo mais… ¬¬). Numa dessas idas e vindas, saímos pra uma noitada aqui de JF Rock City e a patroa Isabela estava conosco nesta noite agradável tirando várias fotos, tudo na maior alegria até que o corno apareceu e a menina saiu de perto de mim pra não “magoar” ele (mais? Haha). No dia seguinte me veio na cabeça um grande plano maquiavélico, conversando com a Isabela no MSN (saudades) falei pra ela colocar as fotos que tirou no dia anterior no Orkut (saudades 2) dela e compartilhar o álbum só pro corno (que era conhecido dela). Não satisfeita, ela foi e colocou na legenda da foto “casal perfeito”, “lindos”, “nunca vi casal combinar tanto” (HAHAHAHA! Ela é má, acreditem!). Moral da história? O cara terminou com a menina, ela ficou só comigo, eu namorei ela (bundão), terminei uns três meses depois e eles voltaram. Coitado… :(

 
 

10342796_579816075479559_162344521210788457_nGustavo Stockler Vish! hehe acho que quando tinha os meus 12 anos, tinha uma amiga muito rica e ela era toda ~apaixonadinha~ por mim, então me aproveitava disso pra ganhar presentes dela, mas é aquilo, coisa de criança, né? (tô tentando me safar), mas atualmente não vejo algo tão grande assim que eu tenha feito.

 

 

 

10703717_728960257172251_8642135001447295513_nBruno Guedes É bemmmm dificil falar sobre isso…. mas aAcho que o maior vacilo foi decepcionar uma pessoa que só me trouxe alegrias. A gente só dá valor e cai na real depois que perde. Também foi graças a esse choque de realidade, que eu tive que amadurecer na "marra" por achar que eu podia ter tudo ao mesmo tempo e não era bem assim.

 

 

large-236

2- O que te leva a ser babaca com outra pessoa? Quais atitudes contribuem pra que esse seu lado negro apareça?

ygorYgor Freitas Geralmente é por vingança. Ou vingança preventiva. Tipo: se eu sei que a pessoa brevemente irá me foder um dia. É uma ciência exata? Não é. Mas a vida tem dessas coisas. Já fui babaca gratuitamente muitas vezes. Desculpa.

 

 

 

1391638_10201795200436701_4264263061236100155_nGabriel Moraes Sabe aquela pessoa que gruda em você na balada, bebe da sua bebida, mora na sua mente, segura no seu braço quando vai falar algo no seu ouvido e tem uma obsessão por Avicii ? Essas pessoas me tiram do sério.

 

 

 

 

10703631_591173881008072_6674546043336748237_n Bruno Monteiro O grande lance do 'canalhas' é que são frutos de histórias ruins, se fossem bem tratados desde o começo, não seríamos estes seres inescrupulosos, não estaríamos nem aí para os sentimentos. Darwin diria que: é a 'evolução' do homem pelas condições apresentadas pela natureza assim como a ameba se tornou peixe e assim por diante. Infelizmente (ou felizmente) ele não estudou os canalhas. Isso me faz refletir com cautela antes de ser um babaca/canalha com alguém. Esse meu lado negro raramente aparece, acho que por conhecer os dois lados eu evito um pouco, mas com certeza a pessoa que gosta de pisar nas outras de maldade, desperta uma vontade louca de refletir nela o que ela faz com os outros, dai surge o meu pior lado.

 

10703569_10154701538300472_8531739373441092655_nLeonardo Bacci Vou resumir aqui, o que me leva pro lado negro da força na maioria das vezes é o impulso, você sabe que é errado mas na hora não liga, você quer aproveitar o momento e quando viu fodeu. O segredo é, não se deixar permitir que chegue a esse ponto e um amigo sensato do lado ajuda também.

 

 

 

10665761_724545777611814_1171496082479506930_n

Marcelo Teles Acho que é meio que um mecanismo de defesa que eu tenho pra não me magoar. Sou babaca antes que a pessoa possa ser babaca comigo (faz sentido? Hahaha) e pra isso acontecer não precisa de muito, desconfiei que vai ser babaca comigo ou tirar vantagem, já era! Morre o Marcelo Fofo (pff) e nasce o Marcelo Canalha (hell yeah)!

 
 
 
 

10342796_579816075479559_162344521210788457_nGustavo Stockler Uma coisa que mainha me ensinou é nunca pagar com a mesma moeda, mas em alguns casos é impossível de não pagar, né? Pessoas estúpidas, sem educação ganham totalmente grátis o meu lado babaca, não consigo ser falso e tratar bem alguém que trata a mim ou a meus amigos mal, tomo a dor dos amigos e me torno babaca automaticamente com a pessoa.

 

 

 

10703717_728960257172251_8642135001447295513_nBruno Guedes Eu sempre penso duas vezes antes de fazer qualquer coisa, como minhas atitudes podem atrapalhar ou atingir de forma negativa minha parceira e acho que isso é o que mantem um relacionamento vivo (é saber respeitar). É aquele velho ditado "nao faça com os outros o que voce nao gostaria que fizessem com voce". Enfim…. quando acaba a consideração num relacionamento as coisas começam a a seguir outros rumos e e o casal entra numa "guerra fria" pra ver quem é que vai conseguir atingir cada vez mais o outro e ai é que o lado negro vai aflorando!!!

 

large-238

3- O que te leva a negar sexo? Estar cansado, bêbado, etc? Conta pra gente.

ygorYgor Freitas A outra pessoa ser um homem.

 

 

 

 

1391638_10201795200436701_4264263061236100155_nGabriel Moraes negar sexo é um exemplo de canalhice.

 

 

 

 

 

10703631_591173881008072_6674546043336748237_n Bruno Monteiro Eu sou meio tarado, confesso! ahuhuauhahu. Não me lembro de ter negado, mas acho que cheiros fortes me fariam , de uma forma delicada contornar a situação e estrategiar uma saída da situação.

 

 

 

10703569_10154701538300472_8531739373441092655_nLeonardo Bacci Negar sexo? Alguém faz isso? Aqueles bem chatos, bom pra negar sexo tenho que estar MUITO cansado, quando to assim sei que não vai ser bom pra mim nem pra ela então melhor não fazer, é melhor ser conhecido como o cara que faz bem feito do que o que cara que só faz. E bêbado não nega sexo, o que acontece é que geralmente ele não consegue, acaba dormindo ou dando PT antes né?

 

 

 

10665761_724545777611814_1171496082479506930_n

Marcelo Teles Só nego se o interessado for um homem, tirando isso, como até a vó! HAHAHAHAHA! Brincadeiras a parte, nego se faltar higiene, se a mulher estiver muito bêbada e eu não, se for menor de idade e essas coisas mais básicas, né? Tirar proveito da situação dos outros é feio e cheiro de bacalhau estragado não é maneiro…

 
 
 
 
 

10342796_579816075479559_162344521210788457_nGustavo Stockler Ta ai, uma coisa que não sei responder! Não vejo um motivo plausível pra negar sexo, a menos que tenha perdido algum parente ou pessoa muito querida e fique pra baixo, ok, achei um motivo plausível rs

 

 

 

10703717_728960257172251_8642135001447295513_nBruno Guedes Acho que nada…

 
 
 
 
 
 
 
large-239

4- Quando faz algo de ruim pra uma pessoa, depois se arrepende, você costuma pedir desculpas? Voltar atrás? Ou deixa pra lá?
 

ygorYgor Freitas Sim. Não consigo carregar esse arrependimento por muito tempo. Mesmo que a pessoa nunca me perdoe, pelo menos eu fiz minha parte dizendo o quão idiota eu fui. Se ela não quiser perdoar, entendo que é um direito dela.

 

 

 

1391638_10201795200436701_4264263061236100155_nGabriel Moraes Quando eu faço algo de ruim é porque fizeram algo pior pra mim antes, então eu nunca procuro a pessoa, eu tento engolir meu orgulho, mas meus sentimentos estão sempre em conflitos, eu primeiro fico com muito ódio, depois eu fico triste, ai eu me sinto mal e quando eu vejo ja to fazendo vudu da pessoa e depois eu começo a amar de novo…então eu nunca dou o primeiro passo.

 

 

 

 

10703631_591173881008072_6674546043336748237_n Bruno Monteiro Um pedido de desculpas é um catalisador que cria a ambiência necessária para uma nova partida, para um reinício seja ele qual for, de reconquistar uma confiança, de reconquistar um sorriso… reconquistar o que for! Gosto de pedir desculpas se achar que devo e me sinto nobre demais com isso!

 

 

 

10703569_10154701538300472_8531739373441092655_nLeonardo Bacci Sempre que vejo que estou errado peço desculpas e tento remediar a situação.

 

 

 

 

10665761_724545777611814_1171496082479506930_n

Marcelo Teles Se eu me arrependi é porque a merda foi gigantesca e a pessoa significa ou significou algo pra mim. Nesse caso eu peço desculpas e tento reparar o dano de alguma forma para que a pessoa não me odeie (muito) pro resto da vida! Terminei com uma ex-namorada por telefone uma vez com ela chorando rios de lágrimas e fui pra uma festa assim que desliguei a ligação (na cara dela), chegando lá, encontrei uma das melhores amigas dela e tratei como se nada tivesse acontecido, enfim, parti o coração da menina em milhões de pedaços por uma atitude infantil (devia ter uns 18 na época). Passado um ano da minha atitude merda, tomei a atitude de pedir perdão pelo que fiz e que ela não merecia que eu terminasse daquela forma e tal. Conclusão? Ela perdoou e disse que o que eu fiz abriu os olhos dela pra encontrar alguém que realmente merecesse ela, blablabla e que estava namorando o homem perfeito, o amor da vida dela (desde esse cara, vieram mais uns três amores da vida dela…). Enfim, se está arrependido, peça desculpas! Pode ser que não tenha chance de pedir de novo e por mais que a pessoa não aceite o pedido, sua parte de bom moço/moça está feita (depois da merda é o que te resta!).

 
 

10342796_579816075479559_162344521210788457_nGustavo Stockler Já fui muito orgulhoso a ponto de saber que estava errado e não pedir desculpas por nada, mas hoje (depois de quebrar muito a cara com o orgulho), aprendi que nada mais incrível do que assumir um erro, abaixar a cabeça e se desculpar, se a pessoa vai aceitar são outros 500, mas a minha parte eu busco fazer.

 

 

 

10703717_728960257172251_8642135001447295513_nBruno Guedes Não! Meu maior defeito é ser orgulhoso demais, e eu não sei pedir desculpas… Eu sempre arrumo um jeito de fugir e/ou contornar a situação.

 

 

 

 

large-237

5- Pensa em uma decepção muito grande da sua vida. Se a pessoa que te decepcionou te pedisse desculpas hoje, você aceitaria?

ygorYgor Freitas Acho que tudo tem prazo de validade. Um dia acaba passando. Mas a princípio, não. Eu quero mais é que a pessoa seja atropelada, sobreviva e seja atropelada mais uma vez.

 

 

 

1391638_10201795200436701_4264263061236100155_nGabriel Moraes Aceitaria, porque eu acho que se eu fizesse um papel deplorável com alguém (como já fiz e posso fazer de novo), eu gostaria de uma segunda chance… Ninguém chegou no céu fazendo só escolhas certas, né? Pessoas mudam se quiserem mudar.

 

 

 

 

10703631_591173881008072_6674546043336748237_n Bruno Monteiro Aceitaria sim, como já aceitei… Descontar no mundo o que alguém te fez, é continuar preso ao mesmo mal que te fizeram.

 

 

 

 

 

10703569_10154701538300472_8531739373441092655_nLeonardo Bacci Aceitaria sim, mas as vezes mesmo aceitando você tem que esperar pra ela ser verdadeira, ninguém merece ficar guardando raiva das pessoas pela vida toda, todo mundo faz cagada e por maior que ela seja, uma hora deixa de te afetar ou acaba esquecendo. O tempo cura.

 

 

 

10665761_724545777611814_1171496082479506930_n

Marcelo Teles Acho que existe um limite de merda que a pessoa faz e pode ter cara de pau pra pedir desculpas. Como a pessoa que mais me decepcionou até hoje extrapolou todos esses limites, não aceitaria. Inventar coisa dos outros e de suas famílias por causa de decepção amorosa não é legal, galera. Não façam isso nem com seus piores inimigos! (ainda mais se eles forem vingativos como eu…)  3:)

 
 
 
 

10342796_579816075479559_162344521210788457_nGustavo Stockler Aceitar as desculpas, sim, voltar a ter alguma relação que é o problema. O perdão deve ser sempre dado, mas dependendo da profundidade da decepção não tem nada que a pessoa faça que eu volte a ter o mesmo carinho ou amizade, não é questão de orgulho, é por “se fez uma…faz duas”, melhor prevenir

 

 

 

10703717_728960257172251_8642135001447295513_nBruno Guedes Claro que aceitaria… Errar é humano, mas perdoar é divino.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 
 

E aí o que vocês acharam? Vamos conversar nos comentários :) 

Isabela Freitas

Isabela Freitas é escritora, blogueira, e exagerada. Louca por histórias de amor, desenhos animados, e bichinhos de rua. Prega o desapego às coisas que não lhe fazem bem, e acredita que o otimismo e palavras bonitas podem mudar vidas. E aí, pronto para mudar a sua?

Banheiro Feminino: Canalhice

Banheiro Feminino

Vamos saber se as mulheres também são canalhas? Hoje é a hora da verdade :) vamos fofocar!

banheiro-feminino

Vem ler!

Leia mais…

Isabela Freitas

Isabela Freitas é escritora, blogueira, e exagerada. Louca por histórias de amor, desenhos animados, e bichinhos de rua. Prega o desapego às coisas que não lhe fazem bem, e acredita que o otimismo e palavras bonitas podem mudar vidas. E aí, pronto para mudar a sua?

Carta da Leitora: Um Desabafo Sincero

Conte Sua História

De vez em quando recebo ''cartas'' por email que eu penso que seria um desperdício não publicá-las aqui para inspirar vocês um pouquinho… Vamos ler a carta de hoje? Me arrepiei.


 

large-228
Seja você mesmo. Não mude por ninguém, não vale a pena. Não ligue para o que as pessoas falam sobre você, porque elas falam, pode ter certeza. As pessoas hoje em dia não medem palavras, não ligam para os sentimentos dos outros. Palavras machucam, e mais do que atitudes.

Uma vez eu conheci uma menina, e ela virou minha amiga. Aliás, eu jurava que ela era minha amiga, mas adivinha: ela não era. Sabe aquelas pessoas que se afastam de você por qualquer coisa ? Não dá pra entender, isso é gente sem coração, sem sentimentos, gente insensível. 

Amigos de verdade são aqueles que ficam do seu lado em qualquer momento, não só nos bons mas também nos ruins. Que abraçam os seus problemas como se fossem os dele, que ficam felizes com a suas conquistas e sem falsidade, porque a falsidade existe, ah, EXISTE!

Pensei em mudar minhas atitudes por causa dessa amiga, e por causa de várias outras pessoas que se afastaram. Lembrei da minha época da escola. Era a mesma situação, se você era de um jeito as pessoas gostavam de você, e se você não era, elas não só não gostavam de você mas elas também falavam de você. Tentei ser o que eles queriam que eu fosse e sabe o que eu percebi? Que eu não era feliz desse jeito. E tentei ser o que as pessoas queriam que eu fosse durante muitos anos e sabe o que eu ganhei com isso? Nada, aliás ganhei sim, ganhei uma bela doença.

Será que se eu mudasse minha aparência as pessoas iriam gostar de mi ? Será que era a aparência e não as atitudes? Talvez eu teria que emagrecer, sim, era isso! Quem é que não vai gostar de uma menina magra e bonita ? (Porque as magras são bonitas certo?) E aí eu ganhei outro presente, outra doença maravilhosa.

Não gosto muito de falar sobre a anorexia, mas ok, eu falo. Pensei que ficaria bem, que seria ótimo, mas foi assustador. Eu não só me assustei como assustei muita gente, como minha família e meus amigos, e eu sinto muito, muito mesmo de assustar os meus amigos daquela forma, mas também agradeço a Deus por eles existirem. Lembro das vezes em que fui parar no hospital e de como eu me sentia uma doente mental (e eu era uma doente mental infelizmente), mas eu também era vista como uma pessoa com sérios problemas, e isso foi horrível. Lembro de no hospital os médicos e enfermeiros me olhando de forma desconfiada, como se eu fosse fazer alguma coisa comigo mesma a qualquer momento. Não eu desejo isso a ninguém, não mesmo, foi a pior coisa da minha vida. 

Eu me lembro o que me fez mudar e tentar melhorar. Ao mesmo tempo em que muitas pessoas insensíveis se afastaram, MUITAS começaram a falar comigo e me dar apoio, pessoas que eu nem conversava antes. Foi nesse momento em que eu senti que poderia realmente sair dessa porque eu tinha apoio, e de muita gente, e eu acho que essas pessoas (meus amigos da faculdade) se tornaram as pessoas mais especiais da minha vida junto com a minha família, não consigo falar deles sem sentir saudades e sem desejar que todos eles estivessem aqui comigo agora.

Não tenho o que dizer da minha família. A única coisa foi a minha surpresa de receber todo o amor que eu recebi, sério, eu não imaginava. Percebi que eles são as pessoas que eu mais amo na minha vida e que fariam tudo por mim, e pode ter certeza que vou retribuir tudo isso algum dia.

E dentro de todo esse furação, todas essas idas e vindas uma pessoa veio pra ficar, e essa pessoa foi a Isabela Freitas. E muita gente me disse várias coisas do tipo "mas ah, nada a ver, você só é fã dela, ela nem sabe que você existe, ela é só uma modinha como todas as outras, e blábláblá".

Mas comigo foi diferente. O foco da Isabela sempre foi desapegar de relacionamentos ruins (principalmente no livro), mas no meu caso foi muito mais do que isso, foi desapegar de TUDO. Tudo o que me fazia mal, inclusive das "amizades", dos hospitais, da neura com o meu peso e aparência, dos remédios, e de todo o resto.

Quando eu conheci a Isabela foi quando eu realmente comecei a fazer planos pro futuro. Não sei porque mas ela me dava esperança, tipo, olha tudo o que ela conquistou. E eu sei que muitas pessoas vão dizer: "ah, mas eu também amo ela, ela também me fez bem na vida e etc", e eu concordo, aliás eu fico muito feliz que ela é importante pra tanta gente. Mas comigo, ela se tornou uma amiga, mesmo na época em que eu não conhecia ela pessoalmente. Sabe aquela frase onde diz que pessoas ruins saem da nossa vida para que outras melhores entrem? Foi assim com a Isabela.
 
Isso tudo durou 5 anos e alguns meses, e mesmo ainda tendo que tomar remédios e etc, eu já engordei 8 quilos e já me encontro muuuuuuuito melhor de saúde, e principalmente muito mais feliz.
 
Então a única coisa que eu tenho como conselho é: seja você mesmo, expresse seus sentimentos SIM, tenha momentos de raiva SIM, seja louca SIM, porque os verdadeiros, ah, os verdadeiros você nem precisa procurar, eles já estão ali. E preste atenção nas pessoas que entram na sua vida, porque acredite, não é por acaso.

 Texto de Isabella Prado, (@isa_pradob)
 

Isabela Freitas

Isabela Freitas é escritora, blogueira, e exagerada. Louca por histórias de amor, desenhos animados, e bichinhos de rua. Prega o desapego às coisas que não lhe fazem bem, e acredita que o otimismo e palavras bonitas podem mudar vidas. E aí, pronto para mudar a sua?