Conte sua História: Não aguento ver meu ex namorado feliz

Conte Sua História


boy

 

Oi Isa,  meu nome é A.L, estou lendo o seu livro, amando e me identificando muito! Gostaria de compartilhar minha história pois acho que muitas meninas passam ou até mesmo passarão pelo mesmo! Terminei meu namoro de dois anos a exatos dois meses, na época me senti super contente e bem mais leve, percebi que o que me prendia nele era o medo, de ficar sozinha e de me arrepender. Ele era um garoto muito legal, não fumava, me respeitava, dava presentes… uma espécie de príncipe encantado. Porém era extremamente dependente, largou todos seus amigos, não saia mais, não falava com ninguém a não ser comigo, e eu não pedia isso, foi uma escolha dele… Com o tempo essa dependência passou a afetar minha vida e me assustar, logo decidi terminar e não me arrependo dessa decisão! Hoje, acordei com mensagens no meu celular, de amigas falando que ele estava bebendo, fumando, e abraçando várias meninas na balada. Ele até chegou a comentar com a minha amiga que desejava um namoro feliz a ela, já que o nosso tinha sido exatamente o contrário! Essa mudança dele e desabafos as minhas amigas sobre o nosso relacionamento está acabando comigo, além de que elas estão todas amigas dele! Estou me sentindo sozinha, e de certa forma sinto que perdi a única pessoa que se importava comigo. O que eu faço??

Aguardo seu contato, 
Bjss
A.L. Posso ser cruel? Então vamos lá. O que você faz? Cresça, mude de amigas, aceite que seu ex namorado tem direito a ter uma vida própria, e principalmente, siga em frente.
 
Será que você não conseguiu pensar em tudo sozinha? Tenho certeza que não. É normal quando estamos diante de uma situação, não conseguir enxergar tal como ela realmente é. Pelo que pude notar, o namoro de vocês não era realmente sadio. Era possessivo, louco, e sufocante. Para ambas as partes. Porque essa sensação de liberdade que você disse sentir, ele sentiu em dobro. E ele tem direito a isso.
 
Outro ponto que me chamou atenção: não fumar, te dar presentes, é característisca de príncipe encantado? Príncipes não fumam? Uai. Você está fantasiando demais, sabe? Você quer acreditar que ele ao seu lado era uma pessoa perfeita, e que longe de você ele está na escória do mundo e que precisa da sua ajuda. Pois aqui vai outra realidade cruel: ele frequentar baladas, abraçar meninas, beber, e fumar, é a forma dele se libertar de algo que o fazia mal de certa forma… Você. Ele está vivendo, se permitindo conhecer coisas novas, todo mundo passa por isso uma vez na vida. Eu tive essa minha fase em que eu gostava de ir a baladas, e conhecer um pouco do meu lado sombrio. Isso faz bem de certa forma. Precisamos viver. 
 
Não acho que você deva se afetar pelo fato dele estar desabafando coisas ruins sobre o relacionamento de vocês, ora, você mesma me disse que o relacionamento era ruim! O seu problema é que as outras pessoas saibam, né? Ou melhor dizendo, o seu problema é que as outras pessoas gostem desse lado do seu ex namorado, mais do que gostam de você… E se quer mesmo saber, não deveria.
 
Viva sua vida, troque de amigas (porque essas já deu pra perceber que não são suas amigas), esqueça seu ex namorado, já foi, passou. Deixa o menino viver a vida dele da forma que mais lhe agrada, ele precisa disso. Assim como você precisa viver uma vida sem pensar nele. Não seja egocêntrica e ache que ele está precisando da sua ajuda… Não está. E acima de tudo, se ame. Tá faltando confiança aí. E se precisar de uma amiga pra te dar um tapa na cara… To aqui. Você sabe. Beijos!
 
ps. lembrando que não incentivo ninguém a fumar, nem a beber, mas também não considero tais atos como ''crimes'', e acho que é normal uma vez ou outra você se permitir a isso ;)
 

Qual sua opinão? Deixa ai nos comentários! 

Um beijo

Instagram  Twitter ❤ Fanpage ❤ Youtube ❤ Tumblr

Isabela Freitas

Isabela Freitas é escritora, blogueira, e exagerada. Louca por histórias de amor, desenhos animados, e bichinhos de rua. Prega o desapego às coisas que não lhe fazem bem, e acredita que o otimismo e palavras bonitas podem mudar vidas. E aí, pronto para mudar a sua?

Resenha: Q&A A Day

Vídeos

Eu amo escrever, e isso não é novidade para ninguém. Mas tem tempo que não faço mais diários, seja pela vergonha de me expor nas página em branco que qualquer um pode ler, seja pela falta de tempo mesmo. E esse ''livro'' caiu como um anjo do céu para mim. 

Quer saber do que ele se trata? Vem assistir meu vídeo :)

Gostou? Dá um like lá no Youtube, e se inscreva no canal!

Isabela Freitas

Isabela Freitas é escritora, blogueira, e exagerada. Louca por histórias de amor, desenhos animados, e bichinhos de rua. Prega o desapego às coisas que não lhe fazem bem, e acredita que o otimismo e palavras bonitas podem mudar vidas. E aí, pronto para mudar a sua?

10 coisas que você precisa saber sobre relacionamentos

10 coisas, Listas

Imagine a seguinte situação: você está envolvida com alguém, mas acaba fazendo algumas besteiras. Consciente de seu erro, se culpa por não terem dado certo. Se assume como aquela que estragou tudo, que agiu por impulso, por vontade, por tesão. Se deixou levar sem ponderar as consequências, se permitiu excessos de raiva sem motivo, crises de ciúmes sem razão. Vem o término, a superação e o recomeço. Então, sente-se de novo apta a amar e, logo, cruza com alguém que julga ser merecedor ou que, racionalmente, vale a pena. E traz à tona todo sentimento de insegurança, de medo. Decide fazer tudo certo dessa vez, como manda o figurino. Confiante de que aprendeu a sua lição com o relacionamento anterior, não dá ponto sem nó. Ensaia diálogos, esconde dúvidas, tece à fino trato uma rede de ilusões. Mas, novamente, as coisas não dão certo. E, dessa vez, se frustra por não caber em si tanta culpa. Mas sabe o que aconteceu, minha amiga? A vida.

carn

Então, esqueça tudo que você sabe sobre relacionamentos, esqueça tudo que você sobre amores, dores e rancores. E de uma forma livre, sem que haja lados dispostos, sem que haja certo e errado, sem que existam sequer culpados, vamos falar de amor.


1) O tempo rege todo o esquecimento. O que se torna bastante conveniente quando se trata de esquecer amores fracassados, palavras inapropriadas e atitudes vergonhosas. Mas é também indescritivelmente doloroso quando te rouba a melhor lembrança da risada de alguém, todos os momentos que foram felizes juntos e toda certeza de seus planos. Sendo assim, o esquecimento rege todo o tempo. O tempo todo. E manter viva qualquer memória, se apegar a qualquer passado, exige muito mais do que querer; é preciso coragem pra não fechar antigas cicatrizes com novas histórias.


2) A saudade é traiçoeira e, como tal, te deixa vulnerável, à mercê de qualquer conforto ou bem querer na eternidade de um segundo. Eventualmente, você descobre que nem sempre é real, é só um desejo que te aperta o peito. E passa.

3) Distância não existe. É só uma desculpa pra que você sinta-se menos culpado por deixar passar pessoas importantes. Ou pra que você sinta-se menos culpado por deixar morrer qualquer sentimento relevante. O cansaço existe. Às vezes, de um lugar, um trabalho, uma rotina e quase sempre de alguém, então, vem a distância e você se sente um pouco mais aliviado por não precisar lutar por isso.


4) Amadurecer é aprender a engolir sapo, levar desaforo pra casa e fazer ouvido de mercador, sem achar que isso te faz inferior. Ou seja, você se torna mais paciente, tolerante e têm seu silêncio como escudo. Nem todas as pessoas valem a pena o bate-boca, nem toda razão vale a pena o confronto, nem toda amargura vale a pena com o tempo.

5) Ninguém está condenado a ter só um amor pra toda vida. Não se cobre tantos acertos à dois se sequer está pronto pra viver sozinho. E tampouco, o risco de uma chance só. Ame, arrependa-se, esqueça, perdoe e ame de novo. Mantenha cíclico todo sentimento que te faz vibrar o coração. Às vezes, até mesmo sentir uma pontada de dor faz bem. Se alguém não vier pra te fazer feliz, que pelo menos, não passe sem te fazer melhor. Queria alguém que te faça perder a linha, a cabeça, o medo. Que te queira nas priores entrelinhas, nos injustificados erros. Queira alguém que seja mutável, flexível, pra tirar de letra as têmperas dos caminhos tão certos. Queira alguém que seja mais do que seu amor seguro, que seja seu melhor amigo e sua impiedosa consciência. Queira alguém que te queira por escolha e, não, por destino ou obrigação. Queira alguém pra te querer pra vida toda, ainda que se perca nas armadilhas do “pra sempre”.

6) Pessoas não são descartáveis. Por isso, tenha consciência de que não deve deixar à encargo do tempo que esqueçam o quanto as magoou. Peça desculpas, conserte suas falhas e as deixe ir. Elas sempre vão embora e se não puder fazê-las ficar, faça-as lembrarem-se de você com um sorriso no rosto e uma saudade gostosa no peito.

7) Você nunca vai namorar com quem nunca ficou. Em outras palavras, a felicidade propriamente dita também é uma questão de oportunidade. Não é sorte, não é destino, não é carma. É simplesmente a chance que você dá à alguém de se fazer especial. Não é do nada que as coisas acontecem; tem a oportunidade, a chance, a expectativa e o acerto. Ou seja, tem o primeiro passo, a quebra de gelo e, às vezes, também o fracasso. Haja o que houver, sempre tem a tentativa.

8) Valorize as pessoas certas. Você não tem como mensurar qual o efeito que suas palavras e atitudes fizeram na vida de alguém. Claro que tem como ter uma ideia da consequência se forem ruins, mas não passa disso. Nesse caso, valorize as pessoas que tem um apreço por você mesmo que seja gratuito e ainda que não seja recíproco. Não se torne egoísta ao ponto de menosprezar o sentimento alheio que não te apetece. E, às vezes, por simplesmente não ser alguém que você gostaria que fosse, deixa escapar quem poderia ser melhor do que imaginava. E, principalmente, não rejeite novas pessoas porque algumas antigas te machucaram.

9) Pare de endeusar o passado. Nada que seja realmente bom ou mereça sua atenção está no passado. Não se lamente por não ter sabido aproveitar o que não te compete mais a ter. Quando sentir falta de algo enterrado, pense em aproveitar da melhor maneira o presente pra não desejar tê-lo feito no futuro. É melhor se sobrecarregar com o que há de mais intenso, mais proveitoso, do que se arrepender por não ter feito o suficiente, entende?

10) Liberte-se de toda forma de controle. Inclusive, de si mesmo. Em primeiro lugar, aceite que você não pode controlar nada, quem dirá, tudo. E que, por mais que você se esforce, eventualmente, as coisas não darão certo. A verdade é que devemos nos esforçar o máximo que pudermos e, por fim, deixar que a vida aconteça. E que leve, traga, permaneça e esqueça. Deixe que a vida aconteça.

Autora do site Bendita Cuca que trata sobre relacionamento, comportamento e, basicamente, como não conseguir um namorado. Porém, isso não lhe garantiu um tratamento psicológico gratuito, portanto, continua escrevendo pra suportar a convivência consigo mesma. Afinal, na pior das hipóteses, rir das suas desgraças! Não a processem por causar danos mentais a saúde de quem a lê.

Playlist da semana #11

Música, Playlist

music

Uma boa música anima nosso dia. To errada? Sempre que estou precisando de incentivo, uma vontade de viver, eu vou lá, abro minhas músicas e começo. Uma por uma. Cada uma delas me trazendo uma nova sensação. Então resolvi trazer pra vocês as músicas que tem me causados sensações gostosas esses dias por aí :) 

Vamos ver?

Me sigam lá no Rdio pra escutarem sempre que tiver uma playlist nova :)

Um beijo

Instagram  Twitter ❤ Fanpage ❤ Youtube ❤ Tumblr

Isabela Freitas

Isabela Freitas é escritora, blogueira, e exagerada. Louca por histórias de amor, desenhos animados, e bichinhos de rua. Prega o desapego às coisas que não lhe fazem bem, e acredita que o otimismo e palavras bonitas podem mudar vidas. E aí, pronto para mudar a sua?

Tag: Pergunta das leitoras

Vídeos

ooror

Oi gente! Amanhã vou gravar um vídeo respondendo perguntas das leitoras, então resolvi criar esse post pra vocês colocarem nos comentários o que gostariam de saber de mim. Pode perguntar qualquer coisa! Sobre minha vida pessoal, blog, livro, o que eu guardo dentro da minha bolsa, enfim! Haha :) To bem animada e doida pra gravar essa tag! Espero que tenham perguntas legais. Vocês tem até amanhã as 18 horas para enviar perguntas. 

 ❤ E aí, o que você quer saber de mim?

Um beijo

Instagram  Twitter ❤ Fanpage ❤ Youtube ❤ Tumblr

Isabela Freitas

Isabela Freitas é escritora, blogueira, e exagerada. Louca por histórias de amor, desenhos animados, e bichinhos de rua. Prega o desapego às coisas que não lhe fazem bem, e acredita que o otimismo e palavras bonitas podem mudar vidas. E aí, pronto para mudar a sua?